Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Cascavel- Bolsonaro informa ao TSE uso de avião pelo vice, de empresário de cascavel.

Postado em 28 de maio de 2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Cascavel- Bolsonaro informa ao TSE uso de avião pelo vice, de empresário de cascavel.*


internet

Os advogados do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), entregaram ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nesta quarta-feira (21) retificação informando o uso pelo vice na chapa, o general Hamilton Mourão (PRTB), de uma aeronave particular para eventos de campanha.

A Folha de S.Paulo revelou na terça que Mourão pegou carona em avião de um usineiro do Paraná, Serafim Meneghel, mas não informou o uso ao TSE, o que contraria a legislação.

Nesta quarta, a advogada Karina de Paula Kufa encaminhou ao tribunal contrato de cessão do bem, pelo empresário, para uso do general entre os dias 11 e 14 de setembro. O contrato, porém, é datado de 6 de outubro, ou seja, mais de 20 dias depois do uso.

O documento diz que a cessão é para uso da aeronave nos trechos Brasília-Cascavel, Cascavel-Londrina, Londrina-Ponta Grossa e Curitiba-Rio de Janeiro, ao custo estimado de R$ 12,5 mil.

Com o documento entregue, o valor de R$ 12,5 mil entra na prestação como doação de Meneghel à campanha de Bolsonaro.

Mourão foi ao Paraná participar de eventos de campanha, entre eles uma carreata em Cascavel, um encontro com produtores rurais em Londrina e uma palestra em Curitiba.

Por ser o cabeça da chapa, Bolsonaro é responsável solidário pelas informações das contas apresentadas ao TSE.

A Folha publicou reportagens, ainda durante as eleições, mostrando que a campanha de Bolsonaro omitiu diversos detalhes de seus gastos na prestação de contas. A área técnica do TSE também apontou indícios de irregularidades.

Bolsonaro nega ilegalidades e diz que fez "e;a campanha mais pobre da história do Brasil"e;.

O tribunal está analisando as contas do presidente eleito. Eventual rejeição pelo TSE não interfere na diplomação e posse de Bolsonaro, mas, em caso da verificação de problemas graves, isso pode servir de base para abertura de ação de investigação judicial eleitoral.

G1

Link da Notícia

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários