Ouça agora na Rádio

Ouça agora

A 10 dias do prazo, apenas 15% dos produtores atualizaram rebanho

A 10 dias do prazo, apenas 15% dos produtores atualizaram rebanho

Postado em 28 de maio de 2020 por

Compartilhe agora
AEN

O estado tem 244,5 mil produtores que precisam fazer o cadastro.

Quem não fizer o cadastro no prazo pode ter o bloqueio das atividades pecuárias e multa. O prazo para fazer a atualização do rebanho começou a correr no dia 1º de novembro e vai até o próximo dia 30.

Segundo a Adapar, as regionais que mais fizeram cadastros são as de Dois Vizinhos, no sudoeste do Paraná, onde 24,2% dos produtores já cumpriram com suas obrigações; Guarapuava, com 20%; e Francisco Beltrão, com 19,7%. A seção de Londrina tem o pior desempenho, com apenas 9,6% dos produtores em dia com o cadastro; seguida por Campo Mourão, com 10,7%; e Curitiba, com 10,9%.

O procedimento é obrigatório para todos aqueles que tenham animais com interesse econômico no Estado. Isso vale, portanto, para todas aquelas atividades que necessitam da chamada Guia de Trânsito Animal (GTA). O trâmite é gratuito e pode ser feito tanto pelo site da Agência de Defesa Agropecuária (Adapar) ou pessoalmente.

A exigência do cadastro foi implantada como parte das ações que substituem a vacinação obrigatória de bovinos e bufalinos contra febre aftosa. Com a retirada da vacina, a Adapar substituiu a comprovação da vacinação pela Campanha de Atualização de Rebanhos.

A medida obrigatória vale para propriedades que detenham animais de produção ou trabalho, como bovinos, bufalinos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas, peixes, além de caixas de abelhas.

AEN

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.