public Notícia
Home/ Notícia
public Notícia

Justiça confirma Araupel como dona legítima das áreas Pousada e Fazendinha.

Portal RSN

A Justiça Federal reconheceu a Araupel como a legítima proprietária das áreas Pousada (Projeto 4) e Fazendinha.

Ambas, "e;estão situadas na Fazenda Rio das Cobras, em Quedas do Iguaçu, no Centro-Oeste do Paraná. A decisão da 2ª Vara Federal "e;de Cascavel foi publicada nessa segunda (19). De acordo com a empresa, a sentença decorre de ação civil pública de autoria do Instituto Nacional de Colonização e "e; Reforma Agrária (Incra) e da Advocacia Geral da União (AGU).

"e;Os órgãos questionavam a validade do título dominial de uma área de aproximadamente 10 mil hectares, que foi invadida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em 2014 Portanto, a decisão judicial é favorável à Araupel, em detrimento do Incra e da AGU. Esses órgãos "e;pleiteavam que as propriedades eram da União. Porém, no texto, a juíza julga como improcedentes, os pedidos dos autores da ação"e; Localizada no município de Quedas do Iguaçu, a cerca de 175 quilômetros de Guarapuava, o "e;, "e;imóvel Rio das Cobras possui 24 mil hectares. Porém, a primeira de uma série de invasões pelo "e;MST foi em 2003. Assim, outras áreas da empresa também foram ocupadas. De acordo com o histórico da Araupel, ao longo desse período, é grande a incidência de crimes "e;contra a fauna e a flora nativas, depredações e roubo de florestas plantadas. Além disso, "e;funcionários da empresa foram frequentemente impedidos de acessar a matéria prima destinada "e;à industrialização. Entretanto, a expectativa da empresa é de que a partir da confirmação da titularidade da área, a reintegração de posse…"e;, "e;seja cumprida"e; Com sede em Quedas do Iguaçu, desde 1972, a Araupel é ‘peso-pesado’ na economia do "e;município. Assim, é a responsável por cerca de 60% da movimentação econômica da cidade. Responsável por 1.532 empregos diretos, dos quais 836 em Quedas do Iguaçu, a empresa possui "e;um complexo industrial de 43 mil m² de área construída. De acordo com a Araupel, o local compreende serraria, estufas, manufatura, depósito de estocagem de produtos e outras instalações. São resultados de melhorias constantes, o que inclui "e;a preparação e treinamento de colaboradores "e;Entretanto, a empresa convive também com o outro ‘lado da moeda’. Em 2018 a empresa fechou o setor de silvicultura, com a demissão de 147 trabalhadores. Conforme a empresa, invasores impediam a entrada para o plantio de mudas. Além disso, colaboradores, familiares, terceirizados vivem em insegurança pública e jurídica. Essa "e;situação também afetou a economia do município. Conforme disse a empresa, a operação florestal está interrompida desde 2015. As atividades de plantio estão paradas. Além desses prejuízos, a empresa denuncia roubo de madeira, desde 2014. Portanto, já são 120 mil toneladas de Araucária e 65 mil toneladas de Pinus. O corte a foice de cerca de dois mil hectares de pinus jovem de 0 a cinco anos é outro agravante. "e;Assim como a perda estimada de quatro mil hectares entre devastação e roubo. Isso equivale a "e;um total de 15 mil hectares de florestas plantadas de pinus, araucária e eucalipto. Já a operação industrial sofreu redução da capacidade produtiva e no número de funcionários

Portal RSN

Link da Notícia

  • message
    Postado por
    Rádio Rota do Sol
  • today
    Data
    28 de maio de 2020
  • folder
    Categoria
    Locais/Regionais
  • code
    Feito por
    Sistema Plug
Copyright © 2021 Sistema Plug Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Web Plug | J.S
Copyright © 2021 | Sistema Plug
Desenvolvido | Web Plug