Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Lindoeste – Justiça nega liminar que poderia colocar "e;zezinho"e; de volta ao cargo.

Lindoeste – Justiça nega liminar que poderia colocar "e;zezinho"e; de volta ao cargo.

Postado em 28 de maio de 2020 por

Compartilhe agora
Internet

A Justiça negou nesta segunda-feira (20) o pedido feito pelo prefeito cassado Jose Romualdo Pedro (PR) de voltar ao seu cargo em Lindoeste.

A juíza Nícia Kirchkein Cardoso entendeu que não houve irregularidade no processo que levou a cassação do prefeito.

"e;Com base no conjunto probatório já carreado aos autos com a petição inicial e em sede de cognição sumária, não há demonstração de irregularidade/ilegalidade no procedimento administrativo apta a autorizar a concessão da tutela de urgência pleiteada, ou seja, o requerente foi denunciado por mais de um fato"e;, consta na decisão.

O prefeito cassado questionou a decisão da Câmara pelo fato da atual vice-prefeita, ser casada com o irmão do presidente do Legislativo. No entanto, na visão da juíza, não há interferência nessa argumentação. "e;Bem como não há prova de ser a Vice-Prefeita casada (oportunidade em que o laço de parentesco com o cunhado se rompe com o fim do casamento)"e;.

José Romualdo Pedro teve o mandato cassado após votação dos vereadores em sessão extraordinária na Câmara Municipal no dia 06 de janeiro.

Moradores denunciaram o ex-chefe do executivo por omissão e negligência. Ele foi investigado por uma comissão e durante sessão o relatório foi acatado por seis votos a dois, cassando o mandato do prefeito.

Alessandra Bueno da Silva (PPS) assumiu o cargo e com a decisão continua como prefeita de Lindoeste.

Catve

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.