Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Produtores do Paraná devem cadastrar os animais que possuem até o dia 30 deste mês.

Produtores do Paraná devem cadastrar os animais que possuem até o dia 30 deste mês.

Postado em 28 de maio de 2020 por

Compartilhe agora
Adapar

A atualização do rebanho é um procedimento obrigatório e que era feito para o rebanho bovino e bubalino no período da vacinação da febre aftosa. Com a suspensão da vacina, o processo semestral de atualização do rebanho continua para esses pecuaristas e se estende para outros produtores de animais. A legislação também prevê penalidades, como o pagamento de multa.
Entre os animais que precisam ser cadastrados estão bois, búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas e peixes. Segundo o gerente de Saúde Animal e fiscal de Defesa Agropecuária da Adapar, Rafael Gonçalves Dias, o procedimento deve ser feito por todos os produtores de animais com interesse econômico, independentemente de ter ou não bovino na propriedade.

O gerente da Adapar reforçou, ainda, que o interesse da vigilância animal não é apenas em relação à febre aftosa, mas para todas as possíveis doenças. Os produtores devem estar atentos a qualquer alteração no dia a dia dos animais, como uma maior mortalidade, salivação excessiva, postura diferente do normal, diarreia em aves e suínos, hemorragias, sinais nervosos e outros sintomas.

A atualização cadastral pode ser de forma online, no site da Adapar, ou diretamente nas unidades locais da Agência, sindicatos rurais autorizados ou em escritório de atendimento municipal. Todos os anos, o prazo para o cadastro do dia 1.º ao dia 30 de novembro e deve ser repetido entre os dias 1.º e 31 de maio.

Adapar

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.