public Notícia
Home/ Notícia
public Notícia

Professores ocupam Centro Cívico e manifestam contra retirada da licença-prêmio

APP-Sindicato

Professores de escolas públicas manifestaram, na manhã desta terça-feira (15), contra a retirada da licença-prêmio e também contra a desvalorização dos servidores públicos por parte do Governo do Paraná. O ato aconteceu na Praça Nossa Senhora de Salete, no bairro Centro Cívico, em Curitiba, mas continuará no período da tarde, na Assembléia Legislativa do Paraná, quando os servidores irão pedir o voto contra a licença-prêmio aos deputados.

Segundo o presidente da APP-Sindicato e professor, Hermes Leão, esse ato é para pedir que o governador Ratinho Junior escute os servidores. “Estamos fazendo esse ato sobre a critica necessária à forma como o governador Ratinho Junior não está respeitando e ouvindo os servidores. A tarde iremos para a Assembléia pedir o voto contra a retirada do tema da licença especial aos deputados”, explicou.

Dia 15 de outubro é a data em que se homenageia os professores. Para Leão, neste ano, o Dia dos Professores está sendo um dos piores desde a criação da data, em 1827.

“Podemos dizer que é a data é mais lembrada pela massa da sociedade, por conta da importância que os professores têm na vida de cada um. No entanto, estamos em um período histórico que talvez seja o pior dia dos professores. É um ataque aos direitos e uma propaganda negativa sobre as escolas públicas”, disse o professor, que também comentou sobre o aumento do suicídio entre os servidores públicos do Paraná.

“O nível do adoecimento se dá por que as relações e falta de valorização tem criado o ambiente em serviço. Quando reduz as horas de atividade, quando ficam 4 anos de reajuste zero dos salários, quando temos que ficar fazendo greve todo ano para não perder mais direitos, vai produzindo inevitavelmente a precarização do trabalho que gera o adoecimento. Estamos denunciando neste ato, junto com outras categorias, o suicídio que vem aumentando entre os servidores”, esclareceu Leão.

Licença-prêmio

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou na sessão plenária, do dia 8 de outubro, o projeto de lei que trata das licenças especiais concedidas aos servidores públicos estaduais. A proposta foi aprovada em primeiro turno de votação após receber 39 votos favoráveis e 12 contrários. Já durante a sessão extraordinária, quando seria apreciado em segunda discussão, o projeto recebeu 32 emendas de plenário e, com isso, retorna à Comissão de Constituição e Justiça da Casa, que realiza sessão extraordinária nesta quarta-feira (09).

Pelo texto, a licença-prêmio será substituída pela licença capacitação, segundo a qual o funcionário poderá tirar as folgas remuneradas se comprovar um curso de aperfeiçoamento na sua área de atuação. Quem tem licenças a receber manterá o direito de ser indenizado. O objetivo do governo é zerar um passivo de R$ 3 bilhões.

Para o governador Ratinho Junior, a retirada da licença-prêmio no Paraná é um avanço. “Estamos modernizando o estado. Se o Governo Federal já não tem esse tipo de processo de licença-prêmio, vários estados já não tem e o Paraná tem que andar. Não dá pra gente ficar na década de 80, nós temos que avançar”, disse.

APP-Sindicato

Link da Notícia

  • message
    Postado por
    Rádio Rota do Sol
  • today
    Data
    28 de maio de 2020
  • folder
    Categoria
    Locais/Regionais
  • code
    Feito por
    Sistema Plug
Copyright © 2020 Sistema Plug Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Web Plug | J.S
Copyright © 2020 | Sistema Plug
Desenvolvido | Web Plug