Ouça agora na Rádio

Ouça agora

TJPR autoriza reintegração de posse da ALEP após invasão de servidores

TJPR autoriza reintegração de posse da ALEP após invasão de servidores

Postado em 28 de maio de 2020 por

Compartilhe agora
Jorge de Sousa

A sentença foi proferida pela juíza substituta Rafaela Mari Turra e prevê multa de R$ 2 mil por dia para a APP-Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná) e ao Sindarspen (Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná), responsáveis pela convocação dos servidores.

A magistrada justifica sua decisão apontando que os manifestantes impediram a sessão plenária, depredaram o patrimônio público e permanecem de forma ilegítima na Assembleia. Por isso, Turra solicita o auxílio de força policial, caso os servidores não saiam de forma voluntária e pacífica.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA É O ALVO

Desde a manhã desta terça-feira, quando cerca de cinco mil manifestantes realizaram uma marcha no Centro Cívico, o clima entre servidores, policiais e deputados era tenso. O protesto tem como foco as mudanças da Previdência Estadual propostas pelo governador Ratinho Junior.

 

Isso culminou na invasão da Alep por alguns manifestantes às 14h30, o que motivou a decisão do presidente da casa, Ademar Traiano (PSDB), em suspender a sessão. Mesmo com a utilização de gás de pimenta, a Polícia Militar não conseguiu impedir a ação dos servidores, que utilizaram uma entrada lateral para ingressar no prédio.

Até o momento, diversos servidores continuam dentro da Assembleia. Os manifestantes levaram para dentro do prédio barracas, água e alimentos para passar a noite.

 

Por isso, a votação da Reforma da Previdência que seria realizada nesta quarta-feira (4), a partir das 14h30, ainda não foi confirmada pela mesa diretora.

Portal Paraná.

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.