Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Unidade da BRF em Toledo registra 40 casos confirmados de Covid-19

Unidade da BRF em Toledo registra 40 casos confirmados de Covid-19

Postado em 23 de junho de 2020 por

Compartilhe agora

O investimento para a realização dos testes foi de R$ 1,5 milhão.

Imagem divulgação

Depois de Cascavel registrar surto de coronavírus em frigoríficos, é a vez do município de Toledo, também na região Oeste, contabilizar casos da doença em trabalhadores do segmento. De acordo com o médico do COE (Centro de Operações Emergenciais), Fernando Pedrotti, a unidade da BRF, que opera o maior frigorífico de suínos da América Latina, confirmou 40 casos de Covid-19 na última semana.

Os resultados surgem diante de um cenário de aumento crescente no número de casos confirmados de Covid-19, inclusive com óbitos. Com cerca de 7 mil funcionários, a unidade deve finalizar o processo de testagem ao longo dessa semana. O investimento para a realização dos testes foi de R$ 1,5 milhão. O aumento de infecções preocupa as autoridades de saúde porque este é um segmento intensivo em mão de obra – e sua própria estrutura operacional favorece a disseminação do novo coronavírus.

Maior exportadora global de frango do mundo, a BRF está presente em cerca de 140 países e é dona de marcas como Sadia, Perdigão e Qualy. Ainda de acordo com o COE, outro frigorífico localizado em Toledo já registrou 20 casos confirmados da doença.Todos os casos confirmados são monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde e acompanhados pelo Ministério Público do Trabalho.

DADOS:
O último boletim divulgado pela prefeitura de Toledo, no domingo (21), trouxe o total de 768 casos confirmados da doença no município. Conforme os dados, do total de casos confirmados, 182 estão recuperados e seis morreram. Além disso, 356 pacientes ainda aguardam os resultados dos exames pelo Lacen (Laboratório Central do Estado do Paraná) e 410 casos foram descartados.

RESTRIÇÕES:
Com o novo decreto municipal, Toledo segue até o dia 30 de junho com restrição de circulação e também de abertura do comércio. Os estabelecimentos comerciais varejistas e em geral, foram autorizados a atender somente pelo sistema delivery. Nas atividades em que a “entrega à domicílio” é impossibilitada, o comércio deve permanecer fechado.

As atividades religiosas coletivas foram suspensas, além de qualquer atividade ao ar livre de uso comum. Somente os serviços essenciais, como área da saúde, serviço funerário, imprensa, panificadoras, restaurantes e demais descritas no decreto, estão autorizadas a atender, porém com limitação de horário.Os hipermercados, supermercados, conveniência e similares devem atender de segunda a sábado das 8h00 às 20h00 com fechamento aos domingo. Já panificadoras e confeitaria poderão atender todos os dias entre 6h00 às 20h00.

O toque de recolher segue em vigor a partir das 20h00. Após esse horário, é permitido somente o trânsito de pessoas caso ela apresente justificativas plausíveis.O descumprimento das normativas acarretará em punições de acordo com a legislação pertinente.

Fonte: Catve

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.