Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Novo frigorífico gera 1,9 mil empregos no Norte do Paraná

Novo frigorífico gera 1,9 mil empregos no Norte do Paraná

Postado em 2 de setembro de 2020 por

Compartilhe agora
Novo frigorífico gera 1,9 mil empregos no Norte do Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta quarta-feira (2) da inauguração do novo frigorífico da Lar Cooperativa Agroindustrial em Rolândia, no Norte do Paraná.

O complexo industrial terá um abatedouro de aves com capacidade de processamento diário de 175 mil frangos, uma fábrica de rações com capacidade de produzir 19 mil toneladas/mês e uma unidade de recepção e beneficiamento de grãos com capacidade de 16,8 mil toneladas.

A Lar fez um arrendamento de longo prazo para operar o complexo industrial da Frango Granjeiro no município, que existe há 34 anos.n Neste frigorífico serão gerados 1.911 empregos diretos.

O governador afirmou que o Estado aos poucos vem recuperando os empregos perdidos na pandemia e que o apoio das cooperativas será fundamental no processo de retomada da economia no Paraná. “A Lar é um grande orgulho do Estado, uma das maiores cooperativas da América Latina. É uma alegria ver esses investimentos e a geração de emprego nesse período. Estamos trabalhando arduamente para recuperar a economia e a Lar é uma das locomotivas que movem o desenvolvimento do Paraná”, afirmou Ratinho Junior.

Destacou, ainda, que o Paraná tem programas voltados a facilitar o agronegócio, como Descomplica Rural, criado para acelerar o licenciamento de novos empreendimentos do campo, os novos investimentos planejados no Porto de Paranaguá para ajudar a exportação dos produtos congelados, o status sanitário alcançado junto ao Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária com o fim da vacinação da febre aftosa, e o Paraná Trifásico, que vai implementar 25 mil quilômetros de linhas mais seguras nas zonas rurais.

ARRENDAMENTO – Na operação de arrendamento, a Lar assumiu 300 aviários envolvendo 270 produtores distribuídos em 41 municípios do entorno de Rolândia.

“É a primeira unidade em Rolândia, levamos dez meses para concluir o negócio, mas esse trabalho com a avicultura vem sendo desempenhado há 21 anos pela cooperativa.

A localização da indústria é estratégica para a cooperativa porque está instalada a 15 quilômetros da ferrovia, o que reduz o custo de transporte em direção ao Porto de Paranaguá e países importadores da carne paranaenses. A nova planta também viabilizará o atendimento ao mercado da faixa Norte do Paraná e cidades do interior de São Paulo.

FONTE: Redação Rota do Sol/ Agência Estadual de Notícias

Novo frigorífico gera 1,9 mil empregos no Norte do Paraná

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.