Ouça agora na Rádio

N Notícia

Facebook pagaria milhões para que usuários possam upar vídeos com música

FOTO: © Divulgação

Facebook pagaria milhões para que usuários possam upar vídeos com música

A rede social estaria trabalhando em um sistema que identificaria automaticamente músicas protegidas por direitos autorais em todo e qualquer vídeo

Todas as informações compartilhadas são do portal de notícias tecnológicas TECMUNDO, acesse ao site na íntegra! 

De acordo com informações da Bloomberg, o Facebook estaria disposto a "pagar centenas de milhões de dólares à indústria da fonográfica" para que seus usuários possam postar vídeos com música em sua nova plataforma de streaming sem se preocupar com direitos autorais. Dessa forma, a rede social não precisaria remover vídeos do ar por conta de reclamações legais relacionadas ao uso indevido de material proprietário, vulgarmente conhecido como pirataria.

A ideia do Facebook seria entrar com tudo no segmento hoje dominado pelo YouTube e oferecer uma forma alternativa para criadores de conteúdo ganharem dinheiro.

Depois que a rede social começou sua investida no segmento de vídeo, acreditava-se que o YouTube seria abandonado em favor do novo produto. Contudo, como praticamente não há como ganhar dinheiro publicando no Facebook, diferente do que acontece no YouTube, essa migração nunca aconteceu.

Curto prazo

Entretanto, a disposição do Facebook em pagar à indústria da música pelos direitos autorais que seus usuários poderiam infringir ao publicar conteúdo em vídeo seria apenas uma medida de curto prazo. A rede social estaria trabalhando em um sistema que identificaria automaticamente músicas protegidas por direitos autorais em todo e qualquer vídeo. Com isso, a empresa poderia responsabilizar individualmente os publicadores que usarem conteúdo protegido.

Isso já acontece no YouTube de forma automática. Tanto é que, caso você tente publicar um clipe protegido na plataforma da Google, um sistema derruba automaticamente o vídeo na maioria dos casos. Caso o Facebook consiga rivalizar a tecnologia do YouTube nesse sentido, a plataforma pode começar a oferecer uma forma de publicação ainda mais rentável para os criadores de conteúdo. Dessa forma, o site de vídeos da Google estaria bastante ameaçado.

Entretanto, o YouTube é hoje a segunda plataforma social mais acessada do mundo, atrás apenas do Facebook. Fora isso, sua especialidade sempre foi vídeo. Portanto, é muito provável que a Google consiga lutar contra as investidas da concorrência dentro do seu terreiro.

FONTE: TECMUNDO
Link Notícia