Ouça agora na Rádio

N Notícia

Inteligência artificial não erra: Google está criando mecanismo para prever morte

FOTO: CC0 / Pixabay

Inteligência artificial não erra: Google está criando mecanismo para prever morte

Hoje em dia, hospitais costumam tratar sintomas quando as pessoas já estão doentes. Cientistas esperam que certas tecnologias preditivas possam permitir evitar doenças, em primeiro lugar.

Todas as informações compartilhadas Sputnik Brasil

Empresa DeepMind, uma subsidiária da Google para inteligência artificial (IA), está desenvolvendo uma IA que seja capaz de predizer possíveis mudanças letais no estado dos pacientes, informou a Google no seu blog.

Especialistas da DeepMind, em cooperação com o Departamento de Assuntos de Veteranos dos EUA, analisaram registros médicos de aproximadamente 700 mil antigos militares e esperam que o aprendizado de máquina consiga identificar com precisão fatores de risco para pacientes sofrendo de Insuficiência Renal Aguda (IRA) ou de pneumonia.

A pesquisa se foca nestas duas doenças porque se iniciam de repente e muitas vezes sem sintomas. A IRA pode afetar pessoas de qualquer idade, ocorrendo em muitos casos após operações como substituição de quadril, segundo o blog da Google.

Especialistas acrescentam que 11% de todas as mortes em hospitais se devem a agravamento do estado do paciente que não foi identificado a tempo ou tratado corretamente.

A inteligência artificial que a DeepMind está desenvolvendo ajudará os médicos e enfermeiras a intervir mais cedo e reduzir o número de erros médicos causados pelo chamado "fator humano".

Em julho de 2017, cientistas da DeepMind criaram um sistema de inteligência artificial que aprendeu a superar obstáculos e se mover em ambiente desconhecido.

 
FONTE: SPUTNIK BRASIL
Link Notícia