NOTÍCIAS


12 dos 59 pontos monitorados no litoral do Paraná estão impróprios para banho, indica boletim


O Instituto Água e Terra (IAT) divulgou nesta sexta-feira (24) o primeiro boletim de balneabilidade, que indica a condição das águas para banho e esportes aquáticos, no Paraná.

Ao todo, são monitorados 76 pontos, sendo 59 rios e praias no litoral, 16 praias artificiais no Reservatório de Itaipu, no oeste do estado, e um rio em Primeiro de Maio, na região norte.

Segundo o boletim, todos os pontos monitorados nas costas oeste e norte estão próprios para uso da população. Contudo, no litoral, 12 pontos são apontados como impróprios. Confira:

  • Praia: Encantadas (Baia). Localidade: Direita do Trapiche (250 m).
  • Praia: Ponta da Pita. Localidade: Ponta da Pita.
  • Praia: Caiobá (Praia Brava). Localidade: Canal Caiobá – Foz
  • Praia: Balneário Flamingo. Localidade: Rio Matinhos- Foz.
  • Praia: Balneário Olho D’Água. Localidade: Rio Olho D’Água – Foz.
  • Praia: Barra do Sai. Localidade: Rio Sai-Guaçu – Foz
  • Praia: Balneário Brejatuba. Localidade: Canal Clevelândia – Foz
  • Praia: Balneário Brejatuba. Localidade: Canal do Camping – Foz
  • Praia: Balneário Brejatuba. Localidade: Gal. Mar. Deodoro – Foz
  • Praia: Guaratuba. Localidade: Rio Brejatuba – Foz
  • Praia: Balneário Nereidas/Eliane. Localidade: Rio das Pedras – Foz
  • Praia: Balneário Nereidas/Eliane. Localidade: Rio do Tenente – Foz

O boletim de balneabilidade aponta o resultado da avaliação da qualidade das águas utilizadas para recreação de contato primário, ou seja, quando há o contato direto com a água, como por exemplo nos banhos de rio ou mar, mergulho e esqui aquático.

No Paraná, são analisados pontos nas praias do litoral e das costas oeste e norte, até o dia 25 de fevereiro.

O instituto monitora as águas no período de maior fluxo de veranistas para avaliar a concentração de bactérias Escherichia coli (E.coli), presentes em esgoto sanitário clandestino e fezes humanas e de animais de sangue quente.

Conforme o IAT, quanto maior a quantidade da bactéria na água, maior a possibilidade da existência de agentes patogênicos que podem colocar em risco a saúde dos banhistas.

As doenças mais comuns são gastrenterite, diarreia, doenças de pele e infecções nos olhos, ouvidos e garganta. Outras mais graves também podem ser transmitidas por meio da água, como hepatite A, cólera e febre tifóide.

Cada ponto monitorado possui uma bandeira que indica os locais próprios ou impróprios para banho. Elas são atualizadas também às sextas-feiras, após divulgação do resultado do boletim.

A sinalização indica a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor azul aponta água com boas condições de balneabilidade em qualquer condição climática e a vermelha áreas inadequadas para banho.

Os pontos monitorados ficam em:

  • Guaratuba (13)
  • Matinhos (14)
  • Pontal do Paraná (11)
  • Ilha do Mel (6)
  • Morretes
  • Antonina (2)

O boletim também aponta dez rios, canais e galerias considerados permanentemente impróprios para banho no litoral, independentemente da época do ano.

Na costa oeste do estado são monitorados pontos de prainhas e rios nas cidades de:



Fonte: G1


24/12/2021 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107