NOTÍCIAS


Aos 83 anos, produtor nascido no Japão aposta em turismo rural no Paraná


A 53 quilômetros de Curitiba, no município de Balsa Nova, o produtor Masato Oda, de 85 anos, aposta no turismo rural.

Nascido em Okayama, próximo de Hiroshima, no Japão, Oda cultiva um pequeno pedaço de terra desde a década de 60.

  • Turismo rural é oportunidade de negócio para família produtora de morangos, no Paraná
  • Vila da Nata, na zona rural de Londrina, representa alternativa de turismo: ‘Um local acolhedor e bonito’

Em 1997, quando esteve no Japão, observou que no país as pessoas valorizavam o turismo rural e a partir disso teve a ideia de fazer o mesmo por aqui. Então, Oda abriu a chácara para receber turistas e uma parte da casa virou restaurante.

Masato Oda cultiva um pequeno pedaço de terra, em Balsa Nova, desde a década de 60. — Foto: Repdorução/RPC

Masato Oda cultiva um pequeno pedaço de terra, em Balsa Nova, desde a década de 60. — Foto: Repdorução/RPC

Na Chácara Maruka, batizada com um nome japonês que tem a ver com cooperativa, Masato Oda cultiva, além das parreiras de uva, hortaliças e uma plantação de aspargos. A família Oda vende in natura e em conserva.

Masato planta também um tipo de soja, colhida ainda verde, que serve de aperitivo depois de cozida na água com sal: o edamame. No Japão o aperitivo é chamado de Izakaya. Na propriedade todo o plantio é orgânico.

“Eu acho que ser agricultor não é só plantar milho e feijão. É fazer conserva. Eu tenho plantação de legumes, fruta. É honesto. Aproveitar para fabricar outras coisas. Diversificar”, comenta ele.

O produtor conta que a propriedade é pequena, tem três hectares. Ao mesmo tempo brinca com a coincidência do próprio nome.

“Meu nome, Oda, significa pequena chácara. Pequeno e terreno”, explica enquanto desenha a grafia com a mão.

Oda transformou propriedade em restaurante. — Foto: Reprodução/RPC

Oda transformou propriedade em restaurante. — Foto: Reprodução/RPC

A visitante Priscila conta que conheceu o lugar por meio de indicação de amigos e gostou.

“A gente vive muito nesse ambiente urbano, fica muito dentro de casa. A gente mora em apartamento, então é muito espremido. A gente fica muito limitado, não faz nada. Conviver com a natureza é super bom”, comenta.



Fonte: G1


27/03/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107