NOTÍCIAS


Após 24 anos, Gabriela Duarte descobre que foi ‘ponte’ para criança do Paraná virar pupila de ator hollywoodiano


A história da paranaense Maria Rosa da Silva Schuster, que em 1998 virou pupila do astro de Hollywood Anthony Quinn, tem uma intervenção indireta da atriz Gabriela Duarte – e ela só soube disto nesta semana, após quase 24 anos.

Gabriela descobriu que Maria Rosa, a Még, e o astro Quinn só se conheceram porque a jovem tentava pegar um autógrafo da atriz, que estava no mesmo lugar que o ator. A história, cheia de curiosidades e coincidências, é o tema desta sexta-feira (1º) do PodParaná.

“Quando a história aconteceu, eu não entendi muito bem, com detalhes. Eu acabei me inteirando da história meio como todo mundo, né. O Anthony conheceu essa menina, com 11 anos, e ele se encantou por ela, achou que era uma reencarnação. E eu pensei ‘nossa, olha só, que bacana’. Na época eu tive uma sensação muito legal por ela”.
Gabriela Duarte contracenou com Anthony Quinn para o filme Oriundi — Foto: g1 PR

Gabriela Duarte contracenou com Anthony Quinn para o filme Oriundi — Foto: g1 PR

A Még contou que o Anthony “a interceptou” enquanto ela tentava chegar na atriz, que estava almoçando em um restaurante em Pontal do Paraná, durante as gravações do filme Oriundi. Segundo ela, Anthony falava que ela era a reencarnação de alguém que ele tinha amado muito.

Anthony e Maria Rosa em Pontal — Foto: Arquivo/RPC

Anthony e Maria Rosa em Pontal — Foto: Arquivo/RPC

A história chamou ainda mais a atenção porque o astro hollywoodiano convidou a Még para morar com a família dele nos Estados Unidos. Ele dizia que queria transformá-la em uma grande atriz.

“Ele só falava isso, que eu era alguém que ele tinha amado muito. E ele queria que eu fosse morar com ele e a família dele lá, nos Estados Unidos. Eu fui com a minha mãe para conhecer, passei alguns dias, mas voltei”, lembra Maria Rosa, hoje com 35 anos idade.

O caso, na época, ganhou repercussão nacional e a Még foi acompanhada pela imprensa anos a fio. O autógrafo da Gabriela Duarte, que na época estava no ar na Globo na novela Por Amor, a jovem até conseguiu. Mas nem de longe a paranaense pôde tietar a atriz do jeito que gostaria.

“Pra mim é mais uma surpresa, né, que a minha profissão me traz. É uma profissão onde pode acontecer tanta coisa… Inclusive isso. Um simples autógrafo pode virar uma mudança de vida de alguém. E que bom que foi a Maria Rosa e que foi o Anthony, porque afinal de contas ele era um cara maravilhoso, uma personalidade muito marcante […] Foi uma experiência incrível contracenar com ele”, relembra Gabriela.

Vídeos mais assistidos do g1 PR:



Fonte: G1


01/04/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
SANTA MISSA