NOTÍCIAS


Batalhão da PM em Guarapuava recebe nome de policial morto em tentativa de mega-assalto | Campos Gerais e Sul


O 16º Batalhão da Polícia Militar do Paraná (BPM), em Guarapuava, na região central, foi nomeado nesta segunda-feira (13) como “Batalhão 3º Sargento PM Ricieri Chagas”, em homenagem ao policial morto durante a tentativa de assalto a uma empresa de valores da cidade. A mudança de nome foi oficializada em decreto estadual.

O militar foi baleado na cabeça enquanto estava na viatura alvejada por criminosos. Ricieri foi a única vítima do ataque que morreu. Além dele, outras duas pessoas ficaram feridas, sendo elas um segundo PM e um civil.

Batalhão da PM em Guarapuava recebe o nome do sargento Ricieri Chagas, morto após ataque criminoso — Foto: PMPR

Batalhão da PM em Guarapuava recebe o nome do sargento Ricieri Chagas, morto após ataque criminoso — Foto: PMPR

“O nome do sargento Ricieri ao 16º Batalhão é um reconhecimento de toda a sociedade, do comando da Polícia Militar e do Governo do Estado pelos serviços prestados por quase 30 anos à corporação”, disse o comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Hudson Leôncio Teixeira.

O último desdobramento público sobre a tentativa de mega-assalto, em Guarapuava, aconteceu em 9 de junho, quando a polícia localizou uma casa em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, que pode ter servido de base para os criminosos.

No local foram localizados e apreendidos veículos, munições e um caderno de anotações.

Itens apreendidos em São José dos Pinhais, podem ter sido usados no assalto em Guarapuava

Itens apreendidos em São José dos Pinhais, podem ter sido usados no assalto em Guarapuava

Mais de 30 criminosos armados tentaram assaltar uma empresa de transporte de valores em Guarapuava, na região central do Paraná, entre a noite de 17 de abril e a madrugada do dia 18.

A Protege, dona da empresa de valores que foi alvo dos assaltantes, informou que os criminosos não conseguiram acessar o cofre da empresa. Antes de irem ao local para tentar roubar dinheiro, eles atacaram o batalhão da Polícia Militar da cidade, momento em que Ricieri foi atingido.

De acordo com relato de testemunhas, os assaltantes fizeram moradores de reféns e fecharam os acessos da cidade. Cinco veículos blindados foram usados na ação, segundo a polícia.

Um vídeo mostra o momento em que moradores feitos reféns fazem um cordão humano durante a ação dos assaltantes. Nas imagens é possível ver pelo menos três homens de mãos dadas em uma rua que fica na região da empresa de transporte de valores, no bairro dos Estados. Assista abaixo.

Vídeo mostra 'cordão humano' feito com reféns durante ataque à empresa em Guarapuava

Vídeo mostra ‘cordão humano’ feito com reféns durante ataque à empresa em Guarapuava

De acordo com o delegado Rubens Miranda, responsável pela investigação do ataque, vigilantes da empresa de transporte de valores trocaram tiros com os criminosos.

Simultaneamente, em outro ponto da cidade, em frente ao batalhão da Polícia Militar, os criminosos colocaram fogo em dois veículos para dificultar a ação dos agentes de segurança.

Cronologia da tentativa de assalto em Guarapuava — Foto:  Wagner Magalhães

Cronologia da tentativa de assalto em Guarapuava — Foto: Wagner Magalhães



Fonte: G1


13/06/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA