NOTÍCIAS


Candidatos ao Senado no Paraná arrecadam R$ 15 milhões e têm R$ 8,5 milhões em despesas contratadas; veja a prestação de contas parcial de cada um | Eleições 2022 no Paraná


Juntos, os 10 candidatos a Senador no Paraná arrecadaram mais de R$ 15 milhões. Alvaro Dias, candidato à reeleição, arrecadou mais que o limite de gastos estipulado pela Justiça Eleitoral.

De acordo com as regras do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), campanhas eleitorais para senador, no primeiro turno, podem gastar até R$ 4.447.201,54. Ou seja, Alvaro Dias já possui mais do que pode legalmente gastar.

Resolução do TSE determina que os valores que ultrapassarem o limite devem ser devolvidos aos doadores originários. Pela regra, se não for possível a identificação, o dinheiro deve ir para o Tesouro Nacional.

A prestação de contas parcial divulgada pelo TSE, e consultada pelo g1 na terça-feira (20), revela que, dos R$ 15 milhões arrecadados, os candidatos têm R$ 8,5 milhões em despesas contratadas. Leia abaixo o quanto cada candidato tem e quanto gastou na campanha até aqui.

A lei determina que as informações declaradas devem ter o registro da movimentação financeira ou estimável em dinheiro feita pelo candidato do início da campanha até 8 de setembro. A prestação de contas final, referente ao primeiro turno, deve ser apresentada pelos candidatos até 1º de novembro.

Candidato ao Senado Alvaro Dias (Podemos) — Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Candidato ao Senado Alvaro Dias (Podemos) — Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O candidato à reeleição, Alvaro Dias, é o que mais arrecadou recursos, com cerca de R$ 5 milhões declarados à Justiça Eleitoral.

A maior fonte de receita é a Direção Nacional – Podemos, com 88%. Em doações de pessoas físicas, o candidato angariou pouco mais de R$ 120 mil, distribuídos em 20 doadores individuais.

Além disso, segundo a prestação de contas, ele usou R$ 440 mil de recursos próprios.

Segundo o TSE, o candidato utilizou, até o momento, 40% em despesas contratadas. Dos quase R$ 2 milhões, os principais gastos foram com serviços advocatícios (20%), publicidade por adesivos (17%) e publicidade por jornais e revistas (14%).

Sérgio Moro — Foto: RPC

Sérgio Moro — Foto: RPC

Sergio Moro é o segundo candidato que mais angariou fundos para a campanha: quase R$ 3 milhões.

A maior parte da receita veio da Direção Nacional – União Brasil, com 75,98% e da Direção Estadual/Distrital – União Brasil, com 13,12%.

Em doações privadas foi arrecadado pouco mais de R$ 60 mil, divididos em três pessoas físicas. Também aparecem na prestação quase R$ 300 mil em recursos próprios.

Moro também foi o que mais contratou despesas até o momento, utilizando 92% da verba arrecadada.

Entre os R$ 2,7 milhões utilizados, a produção de programa de rádio, televisão ou vídeo aparece como a principal despesa (31% dos gastos) e serviços advocatícios em segundo (25%).

Paulo Martins, do (PL) Partido Liberal, candidato ao Senado do Paraná — Foto: Giuliano Gomes/PR Press

Paulo Martins, do (PL) Partido Liberal, candidato ao Senado do Paraná — Foto: Giuliano Gomes/PR Press

Paulo Martins declarou ter cerca de R$ 3 milhões arrecadados e utilizado 51% do montante até terça-feira (20).

A maior parte da receita vem de doação de partidos políticos, a Direção Nacional – Partido Liberal contribuiu com 65,69%, e a Direção Estadual/Distrital – Partido Social Democrático com 8,18%.

A campanha também informou ter recebido doações de 20 pessoas físicas que representam 26,13% do angariado.

A maior despesa contratada por Paulo Martins foi em produção de programas de rádio, televisão e vídeo, com 39%. Em segundo lugar, aparece publicidade por materiais impressos, com 13%.

Criação e inclusão de páginas na internet, despesas com impulsionamento de conteúdo e Comícios também estão entre os principais gastos.

Desiree Salgado — Foto: Divulgação/Redes sociais

Desiree Salgado — Foto: Divulgação/Redes sociais

Com pouco mais de R$ 1,5 milhão em arrecadação, quase toda a receita declarada pela candidata Desiree veio da Direção Nacional – Partido Democrático Trabalhista (97,85%).

Além disso, ela recebeu doações de cinco pessoas físicas (1,55% do arrecadado) e de financiamento coletivo, com 0,6%.

A candidata utilizou 57% da verba recebida. Dos R$ 870 mil gastos, 30% foram para serviços prestados por terceiros. O segundo maior gasto foi com produção de programa de rádio, televisão ou vídeo, com 23%.

Despesas com pessoal, publicidade por materiais impressos e serviços advocatícios também estão entre as principais despesas contratas.

ORlando Pessuti em entrevista à RPC. — Foto: Giuliano Gomes/PR Press

ORlando Pessuti em entrevista à RPC. — Foto: Giuliano Gomes/PR Press

O candidato Orlando Pessuti (MDB) declarou ter como receita cerca de R$ 1,4 milhões. Ele utilizou 51% do que recebeu.

A maior parte da verba recebida veio da Direção Nacional – Movimento Democrático Brasileiro, com 98,39%. A doação de pessoas físicas (0,6%) e recursos próprios (1,02%) complementam a receita.

Dos quase R$ 750 mil em despesas contratadas, 43% foi em produção de rádio, televisão ou vídeo. Em segundo, aparecem atividades de militância e mobilização, com 28%.

Serviços advocatícios, despesa com impulsionamento de conteúdo e serviços contábeis também estão entre os principais gastos.

Aline Sleutjes — Foto: Divulgação/Redes sociais

Aline Sleutjes — Foto: Divulgação/Redes sociais

Aline Sleutjes declarou ter recebido quase R$ 600 mil para a campanha. A maior parte vindo da doação de pessoas físicas, com 57,57%. Foram mais de 130 doações privadas com valores entre R$ 5 e R$ 30 mil.

A Direção Estadual/Distrital – Partido Republicano da Ordem Social contribuiu com 40,39%. Financiamento coletivo representa 1,95% do arrecadado e recursos próprios com 0,08%.

Em relação aos gastos, Aline utilizou 88% da verba. Dos R$ 522 mil, 45% foram para serviços prestados por terceiros.

Depois, publicidade por materiais impressos (19%) e publicidade por adesivos (19%) fecham as principais despesas contratadas.

Rosane Ferreira, do PV — Foto: Reprodução/Instagram

Rosane Ferreira, do PV — Foto: Reprodução/Instagram

A candidata Rosane Ferreira declarou ter como receita até o momento pouco mais de R$ 343 mil. Quase tudo veio da Direção Nacional – Partido Verde (87,41%) e da Direção Estadual/Distrital – Partido Verde (12,53%).

Recursos próprios somam 0,06% do total de receitas recebidas. Até terça-feira (20), Rosane Ferreira havia utilizado 15% da verba.

Dos R$ 50 mil gastos, a maior despesa contratada foi com Baixa de Estimáveis – Recursos de partido político, com 59,77%. Esses são gastos com o partido, nesse caso, serviços advocatícios para prestação de contas eleitorais, prestações de serviços contábeis eleitorais para o Partido Verde estadual.

Em segundo, aparece a publicidade por materiais impressos, com 32,85%.

Laerson Matias — Foto: Divulgação/Redes sociais

Laerson Matias — Foto: Divulgação/Redes sociais

Larson Matias declarou ter arrecadado quase R$ 140 mil, sendo todo o recurso repassado pela Direção Nacional – Partido Socialismo e Liberdade.

O candidato utilizou 45% da verba. Dos R$ 63 mil em despesas contratadas, 26,95% foram em produção de programas de rádio, televisão ou vídeo. Serviços contábeis e serviços advocatícios representam 38,4% dos gastos.

Serviços prestados por terceiros e publicidade por materiais impressos também estão entre as principais despesas contratadas.

Roberto França da Silva Junior (PCO)

Roberto França PCO — Foto: Arquivo Pessoal/Foto Autorizada

Roberto França PCO — Foto: Arquivo Pessoal/Foto Autorizada

O candidato Roberto França da Silva Junior declarou ter recebido R$ 3 mil da Direção Nacional – Partido da Causa Operária. Ele não registrou nenhum gasto com a campanha até o momento.

Médico Carlos Saboia é candidato ao senado  — Foto: Câmara Municipal de Maringá

Médico Carlos Saboia é candidato ao senado — Foto: Câmara Municipal de Maringá

O candidato Dr. Saboia declarou não ter recebido nenhuma receita e não ter tido nenhum gasto com a campanha até o momento.

Os vídeos mais assistidos do g1 PR:



Fonte: G1


21/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
SUCESSOS DA TARDE