NOTÍCIAS


Chuvas em excesso no verão reduzem produção de hortaliças e legumes no Paraná | Caminhos do Campo


Produtores paranaenses de legumes e hortaliças estão com prejuízos nas plantações por causa do excesso de chuvas no verão de 2022.

Na propriedade do agricultor Jorge Scrobot Júnior, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, a previsão é que 70% da couve-flor e 30% do brócolis plantados sejam perdidos.

“Chega final do mês é um monte de coisa para pagar, tem uma pequena alta no preço, mas a perda na lavoura é muito grande, então fica difícil de acompanhar”, lamenta o produtor.
Plantação de legumes e hortaliças no Paraná — Foto: RPC/Reprodução

Plantação de legumes e hortaliças no Paraná — Foto: RPC/Reprodução

No verão, é comum a incidência de tempestades intensas e localizadas, além de vendavais e chuvas de granizo, segundo o Sistema de Meteorológico do Paraná (Simepar).

Essas condições climáticas em excesso não são favoráveis aos produtores, que também foram afetados pelo aumento no preço dos insumos na atual safra. Como consequência, a oferta de produtos diminui e o preço fica mais caro para o consumidor.

Nas Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa), há legumes e hortaliças que dobraram de preço ou que estão escassos.

“O tomate atingiu um preço recorde. Chegou a passar de R$ 200, a caixa. A cenoura já está em R$ 150, R$ 160. O movimento está mais fraco e, ao mesmo tempo, você vê vazio porque o produtor não teve o que trazer”, contou o diretor agrocomercial da Ceasa de Curitiba, Paulo Ricardo da Nova.

Atualmente, uma caixa de 30 kg de tomate longa vida extra AA é comercializada a R$ 180 na central de Curitiba. Em Cascavel, por sua vez, o valor de uma caixa de 20 kg de tomate saladete custa R$ 160.

g1 PR: vídeos mais assistidos



Fonte: G1


20/03/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107