NOTÍCIAS


CPI da Saúde que investiga serviço na rede pública de Ponta Grossa entrega relatório parcial | Campos Gerais e Sul


O documento foi feito a pedido do Ministério Público Federal (MPF) e é assinado pelo vereador e relator da comissão Geraldo Stocco (PV).

O relatório ressalta entre os principais problemas a falta de profissionais e aponta que, na cidade, metade das 57 Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão sem médicos.

A principal causa, segundo documento, é o salário abaixo de outras cidades da região, como Imbituva.

Como consequência, somado ao fechamento do Hospital Municipal Amadeu Puppi e ao atendimento primário do Hospital da Criança, a CPI aponta que houve aumento no número de pacientes esperando na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Paula.

  • Pais fazem abaixo-assinado após reclamações do atendimento a crianças na rede municipal de saúde de Ponta Grossa

Em depoimento à comissão, diretoras da unidade falaram de problemas. Veja nos destaques:

Em depoimento à CPI, diretoras de UPA Santa Paula falaram de problemas — Foto: Reprodução/RPC

Em depoimento à CPI, diretoras de UPA Santa Paula falaram de problemas — Foto: Reprodução/RPC

Em depoimento à CPI, diretoras de UPA Santa Paula falaram de problemas — Foto: Reprodução/RPC

Em depoimento à CPI, diretoras de UPA Santa Paula falaram de problemas — Foto: Reprodução/RPC

O relatório também citou problemas da UPA Santana, como demora no atendimento e morte de pacientes graves que aguardavam transferências, e afirmou ter sido a unidade a maior afetada pelo fechamento do Hospital Municipal.

Em depoimento, conforme documento, a CPI ouviu que a unidade não foi informada com antecedência do fechamento da ala ortopédica, o que gerou transtornos.

Por nota, a prefeitura afirmou que trabalha sério para resolver os graves problemas estruturais e da falta de médicos”. Prometeu, ainda, que terá mais médicos, mais portas de atendimento, consultas, exames e procedimentos “em breve”.

CPI da Saúde que investiga serviço na rede pública de Ponta Grossa entrega relatório parcial — Foto: Paulo Martins/RPC Ponta Grossa

CPI da Saúde que investiga serviço na rede pública de Ponta Grossa entrega relatório parcial — Foto: Paulo Martins/RPC Ponta Grossa

No relatório, são apontados erros e negligência cometidos pela prefeitura no fechamento. O documento afirma que, no Hospital Municipal, 12 mil pessoas eram atendidas por mês e foram “despejadas” para UPAs e UBSs “do dia para a noite”.

Também são apontados problemas de falta de manutenção, o que culminou no fechamento do centro cirúrgico do local em março deste ano, segundo relatório. Além disso, é destacado, baseado em depoimentos, que o fechamento total do hospital não se justifica.

Isso porque, conforme documento, a ala amarela do hospital tinha sido reformada em 2019, um gasto de R$ 400 mil que foram recebidos da Justiça Federal.

O relatório também destaca o fechamento da UBS Antônio Salibba, que deve ser demolida para a construção de um novo prédio segundo a prefeitura.

Os problemas começaram em 2020, quando um vendaval danificou parte do telhado e os atendimentos foram paralisados. Depois, a unidade foi depredada e teve equipamentos, portas e janelas furtadas.

No documento, a CPI afirma que em caso de situações adversas o Poder Público deve trabalhar com máxima urgência em especial no caso de saúde publica, o que não ocorreu segundo o relatório.

UBS Antônio Salibba será demolida, segundo prefeitura — Foto: Reprodução/RPC

UBS Antônio Salibba será demolida, segundo prefeitura — Foto: Reprodução/RPC

Procurado, o governo estadual se manifestou sobre o fechamento do Hospital Municipal e ressaltou que a ação cabe ao município. Disse, ainda, não ter havido “nenhuma de desassistência hospitalar”.

Afirmou, ainda, que após comunicação da prefeitura foi feito o procedimento padrão de redirecionamento de pacientes por meio do Complexo Regulador para outras unidades da região.

A CPI começou em maio deste ano. Conforme regimento da Casa, o relatório final precisa ser entregue até novembro.



Fonte: G1


09/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107