NOTÍCIAS


Disputa pelo Senado no Paraná: 'Sem reeleição para o Executivo e com única reeleição para o Legislativo', diz Rosane Ferreira (PV) sobre reforma política | Eleições 2022 no Paraná


Em entrevista ao Meio-Dia Paraná nesta quarta-feira (21), a candidata ao Senado Rosane Ferreira (PV) afirmou, ao ser questionada sobre reforma política no Brasil, que é contra a reeleição no Executivo e defende apenas uma reeleição para o Legislativo.

“Mandatos de cinco anos, eleições concomitantes em todas as esferas de poder. […] Sem reeleição para o Executivo e com uma única reeleição para o Legislativo. Essa é a minha forma de ver, de pensar”, afirmou a candidata.

Rosane disse também que é contrária as eleições há cada dois anos porque afirma que as esferas públicas deixam de funcionar durante o período.

Além disso, ela afirmou que esse curto espaço entre os processos eleitorais acaba gerando “eleições casadas”.

“O primeiro ano vai ser para dar uma resposta rápida para as coisas emergenciais e acertar a casa. Aí, vem o segundo ano, quando a gente acerta, já tem as eleições municipais, e aí o que para são os municípios, o que para são os municípios em cima das eleições. E são eleições casadas, né? Nós temos uma secção de processo a cada dois anos, e são eleições casadas: prefeitos e vereadores elegem deputados e senadores – deputados, principalmente, deputadas – para deputados elegerem prefeitos e vereadores. Isso faz com que as coisas embolem”, disse Rosane.

Veja, abaixo, a íntegra da entrevista da candidata:

Eleições: veja a íntegra da entrevista da candidata ao senado Rosane Ferreira (PV)

Eleições: veja a íntegra da entrevista da candidata ao senado Rosane Ferreira (PV)

Rosane Ferreira, que é enfermeira, foi questionada sobre os protestos contra a suspensão da lei que fixa o piso salarial da categoria, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Ela classificou como “inconsequente” a medida do Congresso de enviar o projeto com proposta para o piso salarial da categoria, sem ter previsto orçamento para a execução.

Ela defende que o pagamento de piso salarial aos enfermeiros “é o mínimo” frente ao serviço prestado por eles. Como exemplo, a candidata, lembrou da atuação da classe durante a pandemia.

Para a Rosane, a solução para garantir orçamento para a categoria de enfermagem é enxugar gastos, “cortando privilégios”.

“Quando a gente vê o orçamento que vai para Câmara Federal, o orçamento que vai para o Senado, o orçamento do Senado, o orçamento do Supremo, o orçamento da máquina pública como um todo, é um exagero […]. De onde tira esse dinheiro? Corta-se na carne, tira os privilégios. E sem bandeira, porque eu não chegar aqui: ‘Ah, eu vou lá para cortar os privilégios’. Não se faz isso sozinho nunca, mas todo o Congresso deveria repensar isso, e é daí que se destina dinheiro para um setor tão sensível como é o setor da saúde e onde faltam recursos para tudo”, afirmou ela.

Em 2020 Rosane foi eleita vereadora em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Sete meses depois, renunciou ao cargo alegando não conseguir aprovar as propostas dela. Sobre o episódio, ela afirmou que isso não se repetirá caso eleita ao Senado.

“No Senado, nós temos assessoria técnica. No Senado ou na Câmara Federal só não trabalha e não produz quem não quer. A assessoria técnica fica a nossa disposição para que possamos defender qualquer assunto, sabe? E, na Câmara de Araucária, eu não tinha isso, e as dificuldade eram tantas e eu acabava prejudicando as pessoa”, afirmou ela.

Questionada sobre a candidatura dela ser apresentada como coletiva e as suplentes serem vistas de forma mais evidente que em outras candidaturas, Rosane afirmou que fará o mandato ao lado das suplentes.

Ela afirmou que as decisões finais serão dela, mas que considera de extrema importância a participação das suplentes que a auxiliarão na tomada de decisão, na solução dos problemas e nos desafios que surgirem durante o mandato.

“Nós compartilharemos e isso será muito bom para o conjunto da sociedade e sem custar”, afirmou ela.

A candidata afirmou que ele é absurdo e que no Paraná dos 399 municípios, que 202 têm menos de 10 mil habitantes. Rosane afirmou que estas cidades são “largadas a sua própria sorte”.

Participam da série de entrevistas os cinco primeiros colocados na pesquisa de intenção de voto do Ipec, divulgada em 23 de agosto. Veja a lista definida por sorteio:

  • 19/09 – Paulo Martins (PL)
  • 20/09 – Orlando Pessuti (MDB)
  • 21/09 – Rosane Ferreira (PV)
  • 22/09 – Sergio Moro (União)
  • 23/09 – Alvaro Dias (Podemos)

VÍDEOS: mais assistidos g1 PR



Fonte: G1


21/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
A VOZ DO BRASIL