NOTÍCIAS


Empresário condenado por matar idosa atropelada em Guarapuava é solto para cumprir pena em casa com tornozeleira eletrônica


Um empresário condenado pela morte de uma idosa de 70 anos em Guarapuava, na região central do Paraná, foi solto depois de uma autorização da Justiça para cumprir a pena em casa com uso de tornozeleira eletrônica.

Rodolpho Scherner Neto foi condenado a mais de 18 anos de prisão, mas teve o tempo reduzido após decisão em segunda instância.

Conforme a Justiça, faltam 13 anos e sete meses para cumprimento total da pena.

Ele estava preso há dois anos na Cadeia Pública de Guarapuava, depois de se apresentar à polícia no dia seguinte ao acidente. O caso aconteceu em janeiro de 2020.

Após atropelar a vítima em cima do canteiro central da avenida, Rodolpho Scherner Neto fugiu do local. O carro do acusado ainda atingiu outra idosa que sofreu ferimentos graves.

Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o veículo derrapa na pista. Veja no vídeo abaixo.

Idosa morre após ser atropelada a caminho da igreja, e motorista foge do local, diz PM

Idosa morre após ser atropelada a caminho da igreja, e motorista foge do local, diz PM

De acordo com a decisão da Justiça, Rodolpho não pode sair de Guarapuava sem autorização judicial.

Ele também deve ficar em casa aos domingos e feriados, além de não poder estar fora da residência informada entre 23h e 5h de segunda a sábado. Por fim, a juíza determinou que o empresário precisa comprovar trabalho e realização de cursos e programas educativos.

O g1 tenta contato com a defesa do condenado.

Empresário atropelou idosa e fugiu do local, em 2020 — Foto: Reprodução/RPC

Empresário atropelou idosa e fugiu do local, em 2020 — Foto: Reprodução/RPC

Idosa de 70 anos morreu após ser atropelada enquanto ia para a igreja, em Guarapuava — Foto: Reprodução/RPC

Idosa de 70 anos morreu após ser atropelada enquanto ia para a igreja, em Guarapuava — Foto: Reprodução/RPC

O atropelamento foi registrado na manhã de 12 de janeiro de 2020, na Avenida Moacir Júlio Silvestre. A vítima, de 70 anos, estava indo para igreja, segundo familiares. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

A PM informou que o motorista do carro fugiu do local do atropelamento. Ele se apresentou um dia depois, à Polícia Civil.

À época, a defesa do condenado falou que o homem acionou socorro após o atropelamento e disse que ele deixou o local do acidente por medo, diante da aglomeração de pessoas.

Idosa foi atropelada enquanto caminhava no canteiro central da Avenida Moacir Júlio Silvestre — Foto: Eduardo Andrade/RPC Guarapuava

Idosa foi atropelada enquanto caminhava no canteiro central da Avenida Moacir Júlio Silvestre — Foto: Eduardo Andrade/RPC Guarapuava

O carro envolvido no acidente foi levado à delegacia.

Rodolpho Scherner Neto foi investigado pela Operação Bala da Noite. Em janeiro de 2018, a Justiça condenou o empresário, que é de Pato Branco, região sudoeste do estado, a 21 anos de prisão em regime fechado, por tráfico de drogas.

Em dezembro do mesmo ano, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) reduziu a pena para 4 anos e 18 dias, autorizando o cumprimento em regime semiaberto.

De acordo com a polícia, o empresário cumpriu a pena estabelecida.

Scherner ainda foi preso em outra situação, por porte ilegal de arma, e foi solto após pagamento de fiança.

Assista aos vídeos mais acessados do g1 PR



Fonte: G1


03/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107