NOTÍCIAS


Estudantes que sofreram queimaduras em trote da UFPR passam por exames no IML


As mais de 20 vítimas são calouras do curso de medicina veterinária da instituição, no campus de Palotina, e sofreram as lesões após veteranos passarem nelas um produto que estava em garrafas de creolina.

Quatro estudantes da UFPR foram presos suspeitos de lesão corporal e constrangimento a calouros na ação.

Um novo vídeo conseguido pela RPC mostra parte do trote, que ocorreu na quarta-feira (30). Assista nas imagens acima.

Até a publicação desta reportagem, a Polícia Científica não havia confirmado quantos estudantes estavam no local.

Exames são feitos nesta sexta-feira (1º) em Toledo — Foto: Diego Canci/RPC

Exames são feitos nesta sexta-feira (1º) em Toledo — Foto: Diego Canci/RPC

  • Calouros sofrem queimaduras em trote da UFPR: o que se sabe e o que falta esclarecer
  • ‘Todo mundo começou a reclamar que tava ardendo, que tava queimando’, relata calouro ferido no trote

Eles foram levados até o IML por um ônibus da UFPR e são acompanhados por um psicólogo e uma assistente social.

Na quinta, a instituição informou que abriu um processo para apurar a responsabilidade do caso e que a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis trabalha no acolhimento das vítimas junto à direção do setor Palotina.

Estudantes que sofreram queimaduras em trote da UFPR passam por exames no IML — Foto: Diego Canci/RPC

Estudantes que sofreram queimaduras em trote da UFPR passam por exames no IML — Foto: Diego Canci/RPC

Estudantes da UFPR de Palotina são feridos em trote com creolina — Foto: Correio do Ar

Estudantes da UFPR de Palotina são feridos em trote com creolina — Foto: Correio do Ar

O trote com os calouros aconteceu na noite de quarta-feira em um terreno baldio há menos de cem metros da entrada do campus de Palotina da UFPR.

Conforme a Polícia Civil, as vítimas relataram que, inicialmente, tiveram que pedir dinheiro pelas ruas da cidade. Depois, o grupo foi levado ao terreno e foi obrigado a se ajoelhar. Imagens mostram os calouros também ajoelhados passando uma cebola de boca em boca.

Lá, o produto que provocou as queimaduras teria sido derramado sobre os estudantes. O episódio foi relatado à polícia ainda na mesma noite.

Segundo o Hospital Municipal de Palotina , para onde foram levados os alunos feridos, eles tiveram queimaduras de 1° e 2° grau. Uma aluna, segundo a instituição, chegou a inalar o produto e desmaiou.

Dos 21 estudantes que foram encaminhados ao hospital, 20 foram liberados ainda na noite de quarta. A jovem que inalou o produto, segundo o hospital, ficou em observação e teve alta na quinta.

A Polícia Civil investiga o caso e também apura os crimes de tortura e cárcere privado, caso os calouros tenham sido obrigados a permanecer em algum local, por exemplo.

Aluno de 19 anos sofreu queimaduras na nuca e nas costas — Foto: Reprodução

Aluno de 19 anos sofreu queimaduras na nuca e nas costas — Foto: Reprodução



Fonte: G1


01/04/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
EXPERIÊNCIA DE DEUS