NOTÍCIAS


Família decora rua sem saída com 1 milhão de lâmpadas em Curitiba, e espaço reúne milhares de pessoas: 'Trazer luz e esperança', diz neto


Para celebrar a chegada do Natal é costume montar pinheirinho, colocar pisca-piscas na casa e até mesmo enfeitar o jardim. Contudo, uma família do bairro Umbará, em Curitiba, montou em uma rua sem saída uma estrutura com mais de 1 milhão de lâmpadas.

Além do teto iluminado de cerca de 250 metros, todas as casas da família participam da decoração, trazendo flores, guirlandas, papais-noéis, trenós, bonecos de neve, presépios e grandes árvores iluminadas.

“A intenção é trazer luz e esperança para as pessoas, ainda mais depois de anos tão difíceis por causa da pandemia. Finalmente estamos conseguindo voltar a nos reunir, e nada mais especial do que viver as belezas do Natal ao lado de quem a gente ama”, disse Lucas Moletta, um dos organizadores.
Família decora rua com mais de um milhão de lâmpadas para o Natal

Família decora rua com mais de um milhão de lâmpadas para o Natal

Lucas é neto de Brígida Pelanda Moletta, que foi quem começou a tradição de decorar as casas e os jardins da família em 1996. Segundo ele, a decoração, mesmo que bem mais simples do que a atual, já atraía muitas pessoas e, ao longo dos anos, foi ficando cada vez mais conhecida na cidade.

Atualmente, a atração recebe cerca de 3 mil visitantes por noite. Participam da montagem filhos, noras, genros, netos e até bisnetos. São meses planejando cada detalhe para deixar o espírito de natal mais presente.

“Cada um da família tem seu próprio trabalho, meus tios tem uma construtora, minha mãe tem loja, meu primo tem escritório de engenharia, mas a maioria tem flexibilidade para conciliar o emprego com a rua iluminada. Quando chega a época de montar tudo, desde agosto, setembro, a gente usa todos os fins de semana para conseguir dar conta e deixar tudo pronto até o Natal. Agora é dormir tarde, acordar cedo para ir trabalhar normal e voltar aqui para trabalhar na rua”, afirmou Lucas.

Além do teto iluminado de cerca de 250 metros, todas as casas da família participam da decoração — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Além do teto iluminado de cerca de 250 metros, todas as casas da família participam da decoração — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

A família contou que devido à falta de recursos e parceiros para ajudar nos gastos com a estrutura, que vão da conta de energia ao pagamento de funcionários, precisou fazer uma pausa na atração por 14 anos.

Porém, em 2016, atendendo ao pedido de Dona Brígida para que a rua ficasse novamente iluminada na época de Natal, foram retomadas as atividades. A diferença foi que a família começou a cobrar entrada no local – o que não gera lucro, mas supre boa parte das despesas.

“A gente conseguiu retornar em 2016 e daí em diante só paramos no ano passado, em 2020, por conta da pandemia. Neste ano, em agosto mais ou menos, os decretos ainda estavam em bandeira laranja, e a gente ficou naquele vai ou não vai, entramos em contato com a prefeitura para ver se a gente poderia realizar o evento, e eles falaram ‘comecem a fazer, porque a gente acha que vai dar certo por causa da vacinação’. E deu certo, estamos aí”, explicou Lucas.

Família decora rua sem saída com 1 milhão de lâmpadas em Curitiba, e espaço reúne milhares de pessoas — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Família decora rua sem saída com 1 milhão de lâmpadas em Curitiba, e espaço reúne milhares de pessoas — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Apesar de o trabalho ser intenso para a família, eles afirmam que todo o esforço vale a pena ao verem os visitantes tão felizes.

O casal Ana Povaluk, de 37 anos, e Adelio Baruffi Neto, de 39, trouxeram as filhas gêmeas Helena e Sophia para sentir de perto a energia dessa época do ano.

“Estamos nos deliciando com essas belezas do Natal. As meninas estão com três anos agora e então já começaram a entender o que é cada coisa. Elas entraram e falaram: ‘uau, é a casa do Papai Noel’. É mágico”, afirmou Ana.
Ana Povaluk, Adelio Baruffi Neto e as filhas Helena e Sophia — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Ana Povaluk, Adelio Baruffi Neto e as filhas Helena e Sophia — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

E não foram só as gêmeas que ficaram encantadas com o espaço, Rinata, de 8 anos, e Robert, de 7, também disseram que ficaram impressionados com tantas luzes.

“Eu adorei. Quero tirar foto com o Papai Noel e pedir uma bicicleta”, contou Rinata. Já Robert disse que neste ano não iria pedir nada, pois já tem muitos brinquedos: “só quero poder voltar um dia aqui de novo”.

As crianças foram à rua iluminada acompanhadas dos pais Robert Sulibar e Cristiane Bruna, ambos com 27 anos.

“Entrar aqui é bem surpreendente, a gente espera ver muitas luzinhas, mas não tantas assim. É lindo demais”, revelou Cristiane.
Cristiane Bruna, Robert Sulibar e os filhos Rinata e Robert  — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Cristiane Bruna, Robert Sulibar e os filhos Rinata e Robert — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

A beleza das luzes atrai pessoas de todos os bairros de Curitiba e região metropolitana, além de visitantes de outros estados, conforme a família.

Luzia Eloi da Cunha tem 32 anos e mora na cidade há 14. Ela contou que foi até o local depois de muito ouvir falar da atração.

“Nunca tinha vindo e, nossa, não sabia o que estava perdendo. É muito especial, muito bonito. O ambiente faz a gente querer dançar. O Natal tem um significado além das luzes, além dos enfeites, que é Jesus, mas ver tudo isso aqui nessa época faz o nosso coração ficar mais alegre”.

Luzia levou as duas filhas, o marido, uma amiga e o afilhado para curtir a rua iluminada.

Luzia levou as duas filhas, o marido, uma amiga e o afilhado para curtir a rua iluminada  — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Luzia levou as duas filhas, o marido, uma amiga e o afilhado para curtir a rua iluminada — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Edna do Rocio Bosa, de 42 anos, foi pela terceira vez visitar a atração. Segundo ela, toda vez é uma experiência diferente.

“Fazia uns quatro anos que eu não vinha e agora trouxe as crianças também. É bom porque tem bastante atrativo. O bebê não tem muita noção ainda, mas os maiores estão vidrados, curiosos”.

Além dos filhos, Edna levou uma amiga para conhecer a rua mais iluminada da capital.

“Eu já sabia que existia esse espaço, mas nunca deu certo de vir. Dessa vez minha amiga me convenceu e valeu muito a pena. Adorei, é um paraíso para quem gosta de Natal. Voltei a ser criança hoje”, disse Rosa Bilobram, de 53 anos.
Edna do Rocio Bosa e a amiga Rosa Bilobram levaram os filhos para conhecer a rua iluminada — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Edna do Rocio Bosa e a amiga Rosa Bilobram levaram os filhos para conhecer a rua iluminada — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Além do túnel de lâmpadas e das casas decoradas, o espaço promove também um show de luzes com música. Pensando nas crianças, há a casa do Papai Noel e uma casa de “neve” para bater fotos.

“Para este ano montamos também uma passarela iluminada. Nos outros anos, as pessoas só conseguiam ver as casas de longe, mas agora elas podem circular pelos jardins também. Alguns da família até ficam interagindo com os visitantes. O ‘caminho das estrelas’ ficou bem legal, colocamos uma fábrica de presentes lá com os duendes”, explicou Lucas.

Família decora rua sem saída com 1 milhão de lâmpadas em Curitiba, e espaço reúne milhares de pessoas — Foto: Natalia Filippin/g1

Família decora rua sem saída com 1 milhão de lâmpadas em Curitiba, e espaço reúne milhares de pessoas — Foto: Natalia Filippin/g1

Ele afirmou que o custo da rua iluminada, ao todo, é de R$ 300 mil a R$ 400 mil.

“A gente tem que ver o lado financeiro porque senão fica inviável, mas para nós é prazeroso fazer a rua, a gente gosta de verdade. Tudo é feito com muito cuidado, reaproveitamos as lâmpadas de um ano para outro, mas sempre conferimos se está tudo em perfeito estado. E, claro, compramos mais um monte novas, compramos outros objetos diferentes, enfim”.

No dia 6 de janeiro, a família desmonta toda a decoração e armazena em um barracão.

“Só temos a agradecer a comunidade e a todos que vem de longe também prestigiar nossa decoração. Que este Natal seja tão iluminado para as pessoas quanto a nossa rua é”, completou Lucas.

Entrada: R$ 20 para adultos; R$ 10 para pessoas com mais de 60 anos; e crianças de até 10 anos não pagam. A venda de ingressos é feita online e no local.

Visitação: De segunda a quinta-feira: das 19h30 às 23h, e de sexta a domingo: das 19h30 às 23h30.

Endereço: Rua Nicola Pellanda, 5962, no bairro Umbará.

Informações: A rua iluminada possui estacionamento, praça de alimentação, wi-fi gratuito, banheiros e ambulatório. Cachorros são permitidos no espaço, mas é obrigatório o uso de focinheira para cães maiores.

Banca de pastéis feitos pelas "tias" da Família Moletta — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Banca de pastéis feitos pelas “tias” da Família Moletta — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Espaço fica aberto para visitação até o dia 6 de janeiro — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Espaço fica aberto para visitação até o dia 6 de janeiro — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Espaço fica aberto para visitação até o dia 6 de janeiro — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Espaço fica aberto para visitação até o dia 6 de janeiro — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua iluminada conta com casa do Papai Noel  — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua iluminada conta com casa do Papai Noel — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua iluminada fica no bairro Umbará, em Curitiba  — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua iluminada fica no bairro Umbará, em Curitiba — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

A rua iluminada possui estacionamento, praça de alimentação, wi-fi gratuito, banheiros e ambulatório — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

A rua iluminada possui estacionamento, praça de alimentação, wi-fi gratuito, banheiros e ambulatório — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua iluminada fica no bairro Umbará, em Curitiba  — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua iluminada fica no bairro Umbará, em Curitiba — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Espaço fica aberto para visitação até o dia 6 de janeiro — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Espaço fica aberto para visitação até o dia 6 de janeiro — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua de Curitiba tem mais de 1 milhão de lâmpadas — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Rua de Curitiba tem mais de 1 milhão de lâmpadas — Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

VÍDEOS: mais assistidos do g1 Paraná



Fonte: G1


24/12/2021 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA