NOTÍCIAS


Festival Internacional de Londrina começa na quarta-feira (15); confira programação | Norte e Noroeste


O Festival Internacional de Londrina (Filo), no norte do Paraná, começa na quarta-feira (15) e segue até 26 de junho. A programação é retomada após dois anos suspensa por causa da pandemia do novo coronavírus. Veja a programação completa abaixo.

Os espetáculos do Filo 2022 serão apresentados no Cine Teatro Ouro Verde, na Divisão de Artes Cênicas da Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Sesc Cadeião Cultural, além de ruas do centro da cidade e outros espaços abertos.

Os ingressos para os espetáculos do Filo 2022 estão à venda pela internet, por R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada). Há também algumas apresentações gratuitas.

A abertura do festival será realizada no palco do Cine Teatro Ouro Verde, com o premiado ator e diretor carioca Julio Adrião, na peça “A Descoberta das Américas”.

A Descoberta Das Américas é apresentada por Julio Adrião — Foto: Maria Elisa Franco/Filo/Divulgação

A Descoberta Das Américas é apresentada por Julio Adrião — Foto: Maria Elisa Franco/Filo/Divulgação

  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: “A Descoberta das Américas”, de Julio Adrião (Rio de Janeiro), provoca no público inesperada reflexão sobre um ponto de vista não oficial do Novo Mundo (Veja aqui)
  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: “A Descoberta das Américas”, de Julio Adrião (Rio de Janeiro), provoca no público inesperada reflexão sobre um ponto de vista não oficial do Novo Mundo (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 21h: “Vaga Carne”, solo de Grace Passô (Belo Horizonte/MG), traz a urgência do discurso feminino
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 21h: “Vaga Carne”, solo de Grace Passô (Belo Horizonte/MG), traz a urgência do discurso feminino (Veja aqui)
  • Em frente à Concha Acústica, às 11h (evento gratuito): “Onipotência do Sonho”, do Centro Teatral e Etc e Tal (Rio de Janeiro), mostra dramaturgia inspirada no Surrealismo (Veja aqui)
  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: “Esperando Beltrano”, do Centro Teatral e Etc e Tal (Rio de Janeiro), tem estreia nacional no Filo com comicidade ácida no universo do teatro contemporâneo (Veja aqui)
  • Praça Nishinomyia, às 16h30 (evento gratuito): “Números”, da Cia. Os Palhaços de Rua (Londrina), garante diversão com dupla de palhaços (Veja aqui)
  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: “Esperando Beltrano”, do Centro Teatral e Etc e Tal (Rio de Janeiro), tem estreia nacional no Filo com comicidade ácida no universo do teatro contemporâneo (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 21h: ‘Hamlet cancelado’: uma versão da maior obra teatral já escrita. Espetáculo-solo de Vinícius Piedade (SP) dá continuidade à pesquisa autoral sobre a condição do sujeito contemporâneo (Veja aqui)
  • Sesc Cadeião, às 18h: “Réquiem para um Barbeiro”, da Cia. Os Palhaços de Rua (Londrina), inspira reflexão crítica sobre as mazelas do cotidiano (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 21h: ‘Hamlet cancelado’: uma versão da maior obra teatral já escrita. Espetáculo-solo de Vinícius Piedade (SP) dá continuidade à pesquisa autoral sobre a condição do sujeito contemporâneo (Veja aqui)
  • Em frente à Concha Acústica, às 16h30 (evento gratuito): “Onipotência do Sonho”, do Centro Teatral e Etc e Tal (Rio de Janeiro), mostra dramaturgia inspirada no Surrealismo (Veja aqui)
  • Sesc Cadeião, às 19h: “As Três Marias”, da Cia do Terno de Dança-Teatro (Londrina), resgata memórias afetivas e mostra a força da mulher comum (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 21h: “Stabat Mater”, de Janaína Leite (SP), tem como bases estéticas o terror e a pornografia (Veja aqui)
  • Sesc Cadeião, às 19h: Em “Emaranhada”, a atriz Amarilis Irani nos convida a resgatar de forma lúdica nossa ancestralidade e autoestima (Veja aqui)
  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: “Tomate, Puro Tomate”, de Victor Ávalos (Argentina), apresenta números de humor extravagante e mordaz (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 21h: “Stabat Mater”, de Janaína Leite (SP), tem como bases estéticas o terror e a pornografia (Veja aqui)
  • Sesc Cadeião, às 19h: Em “Emaranhada”, a atriz Amarilis Irani nos convida a resgatar de forma lúdica nossa ancestralidade e autoestima (Veja aqui)
  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: Com Ricardo Puccetti, da Lume Teatro (Campinas/SP), a montagem teve direção de Nani Colombaioni, colaborador de Federico Fellini (Veja aqui)
  • Cine Teatro Ouro Verde, às 20h30: Com Ricardo Puccetti, da Lume Teatro (Campinas/SP), a montagem teve direção de Nani Colombaioni, colaborador de Federico Fellini (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 19h: “Cocô de Passarinho” garante diversão para todas as idades. Baseada no livro homônimo da escritora e ilustradora Eva Furnari, a montagem premiada traz teatro de bonecos da Cia Noz de Teatro, Dança e Animação (SP) (Veja aqui)
  • Sesc Cadeião, às 18h: “Meta For Mosa” destaca a arte da mudança como sobrevivência. Montagem da Grita Cia. de Palhaças (Londrina) voltada à temática e à pesquisa direcionadas à palhaçaria feminina (Veja aqui)
  • Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL, às 19h: “Cocô de Passarinho” garante diversão para todas as idades. Baseada no livro homônimo da escritora e ilustradora Eva Furnari, a montagem premiada traz teatro de bonecos da Cia Noz de Teatro, Dança e Animação (SP) (Veja aqui)
  • Sesc Cadeião, às 18h: “O Carteiro” presta homenagem ao profissional das correspondências (Veja aqui).

Segundo a UEL, o artista circense argentino Victor Ávalos, mais conhecido como palhaço Tomate, comanda a “Oficina de Palhaço Latino-Americano”, de 20 a 22 de junho, das 14 às 18 horas, na Vila Triolé.

A atividade é gratuita e os interessados devem se inscrever de até sábado (18) de junho pelo e-mail divisaoartescenicasuel@gmail.com. As vagas são limitadas a 20 pessoas.

Haverá seleção a partir da apresentação do currículo resumido e de uma carta de intenção.

Conforme a organização, o Filo 2022 dá início a uma parceria com a Associação dos Profissionais de Arte de Londrina (Aspa), que realiza esta edição em conjunto com a Universidade Estadual de Londrina (UEL).

A coordenação geral é de Alexandre Simioni e a direção artística, de Luiz Bertipaglia.

A Prefeitura de Londrina é a patrocinadora do evento, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 Paraná



Fonte: G1


14/06/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA