NOTÍCIAS


Hemepar de Ponta Grossa volta a receber doações de sangue em sede própria nesta segunda (19); veja o endereço | Campos Gerais e Sul


O Hemepar de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, voltou a receber doações de sangue em uma sede própria a partir desta segunda-feira (19). Agora, moradores devem buscar o local nas esquinas da Rua General Osório com a Coronel Dulcídio, próximo à sede do Samu.

O atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 11h30 e, à tarde, das 13h às 16h.

Por dia, são até 100 vagas disponíveis, sendo que, para manter o abastecimento da região, a necessidade é de cerca de 80 bolsas de sangue por dia. Veja, abaixo, como doar.

A unidade ficou fechada entre os dias 12 e 16 de setembro para mudança de local. No período, foram feitos pedidos de doação para que os estoques não ficassem desabastecidos durante o fechamento.

Desde 2018, o Hemonúcleo mudou para uma sede provisória para que a própria passasse por reformas.

A previsão inicial era de que as obras ficassem prontas em 2020, mas imprevistos e a pandemia contribuíram para o atraso, segundo a administração.

  • Estar em boas condições de saúde
  • Ter entre 16 e 69 anos completos (menores de idade com autorização e presença do responsável legal)
  • Pesar no mínimo 51 Kg
  • Estar descansado, alimentado e hidratado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação)
  • Apresentar documento oficial com foto ( Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação)

Segundo a coordenadora de enfermagem do bloco cirúrgico do Hospital Marcelino Champagnat de Curitiba, Iris Andriani, a necessidade de sangue é constante. Na ala de cirurgias em que ela trabalha, por exemplo, para procedimentos bem sucedidos, é imprescindível que o estoque de sangue esteja em dia.

“Então não adianta a gente fazer uma cirurgia, ela ser bem sucedida, se teve uma perda sanguínea grande, e eu não vou conseguir repor o sangue dessa pessoa. O sangue hoje, que é doado por todos os voluntários, ele salva vidas, faz parte da cura do paciente,” explica ela.

Alguns impedimentos temporários para doação:

  • Resfriados e gripes: se houve febre, aguardar 15 dias após melhora dos sintomas. Na ausência de febre, o paciente está apto após sete dias;
  • Alergias: apto sete dias após o fim do tratamento;
  • Diarreia: apto sete dias após melhora dos sintomas;
  • Gravidez: aguardar 90 dias após parto normal e 180 dias após cesária;
  • Amamentação: aguardar 12 meses após o parto;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva: impedem a doação de seis a 12 meses;
  • Piercing em cavidade oral ou genital impedem a doação por 12 meses após a retirada;
  • Infecções sexualmente transmissíveis: apto 12 meses após a cura;
  • Quem esteve em regiões endêmicas de malária precisam aguardar 12 meses;
  • Aguardar seis meses após procedimentos endoscópicos.

Impedimentos definitivos para doação:

  • Hepatite viral após os 11 anos de idade
  • Diabetes insulinodependente
  • Epilepsia ou convulsão
  • Hanseníase
  • Doença renal crônica
  • Antecedentes de Neoplasias (Câncer)
  • Antecedentes de acidente vascular cerebral (Derrame)
  • Evidência Clínica ou Laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (Vírus HIV)
  • Doenças associadas ao HTLV I/II e Doença de Chagas
  • Cirurgia Bariátrica

Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.



Fonte: G1


19/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA