NOTÍCIAS


Homem conhecido como 'Senhor das Armas' é extraditado para o Brasil após ser preso no Paraguai


O paraguaio Pedro César Pietro, conhecido como ‘Senhor das Armas’, foi extraditado para o Brasil na manhã desta terça-feira (18). Pietro tem 47 anos e estava preso em Cidade do Leste, no Paraguai, desde o fim de 2020, após mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal de Volta Redonda (RJ. Ele é acusado de tráfico internacional de armas de fogo.

Pietro foi entregue a PF sob forte esquema de segurança na manhã desta terça através da Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

De acordo com o delegado regional de Combate ao Crime Organizado do Rio de Janeiro, João Garrido, o homem extraditado é um dos maiores fornecedores de armas da América do Sul e, por não ser vinculado a facções, fornecia as armas para qualquer grupo criminoso.

“Ele é um dos maiores fornecedores de armas da América do Sul. Um grande diferencial dele, é que ele é desvinculado de facções criminosas, portanto ele realizava o tráfico internacional de armas, de munições, de carregadores, para qualquer facção criminosa do Brasil. Ele exercia uma função de fiscal, junto a prefeitura de Cidade do Leste”.

Conforme as investigações da Polícia Federal (PF) e da Secretaria Nacional Anti-Drogas do Paraguai, Pedro César Pietro, ele é responsável pelo fornecimento de armas para uma facção criminosa que atua no Rio de Janeiro.

Pietro foi extraditado e responderá pelo crime no Brasil. De acordo com a PF, o Paraguai permite a extradição de pessoas nascidas no país e que cometem crimes em outras nacionalidades, diferentemente do Brasil, que não permite a extradição de brasileiros.

Pietro foi preso no Paraguai de acordo com a PF no fim do ano de 2020, na Cidade do Leste, no Paraguai, cidade vizinha a Foz do iguaçu, no Brasil.

Conforme a polícia, na época ele foi encontrado trabalhando como funcionário da prefeitura de Cidade do Leste, na divisa com o Brasil.

O estrangeiro preso na manhã desta terça-feira foi alvo da operação Fronteira, deflagrada pela Polícia Federal do Rio de Janeiro, em dezembro de 2020, com objetivo de prender traficantes internacionais de armas e drogas.

Acusado de tráfico internacional de armas, Pedro César Prieto, durante a prisão, em dezembro de 2020. — Foto: Divulgação

Acusado de tráfico internacional de armas, Pedro César Prieto, durante a prisão, em dezembro de 2020. — Foto: Divulgação

A investigação foi resultado de trabalho integrado e cooperação internacional das instituições brasileiras e paraguaias, que contou com a participação da Núcleo de Cooperação Policial Internacional (Interpol/RJ).

Na ocasião foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Volta Redonda/RJ, em Ciudad Del Leste, no Paraguai, e em Macaé, no Rio.



Fonte: G1


18/01/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107