NOTÍCIAS


Incêndio destrói fábrica de velas de mosteiro dos monges beneditinos, em Ponta Grossa


Um incêndio destruiu a fábrica de velas do Mosteiro da Ressurreição, na Colônia Eurídice, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais. A informação foi divulgada neste domingo (3) pela diocese. Ninguém ficou ferido.

Conforme a Diocese de Ponta Grossa, os monges beneditinos dependem da produção de velas para a manutenção do mosteiro.

O incêndio ocorreu na quarta-feira (30) após um curto circuito, conforme a diocese. Atualmente, 31 monges vivem no mosteiro.

Os monges perderam duas máquinas e uma grande quantidade de velas, que estavam prontas, aguardando apenas os serviços de acabamento para serem entregues.

Segundo a diocese ainda, houve danos em toda a fiação elétrica, telhado, materiais e utensílios usados na fábrica.

Quadro de São Miguel resistiu ao incêndio, no mosteiro — Foto: Diocese de Ponta Grossa/Divulgação

Quadro de São Miguel resistiu ao incêndio, no mosteiro — Foto: Diocese de Ponta Grossa/Divulgação

O ecônomo e Prior do mosteiro, dom Bento de Souza, disse que lamenta o ocorrido, pois o lugar depende da produção. Entretanto, agradeceu pelo incêndio ter acontecido no final da safra de produção de círios, pois assim conseguirão atender todos os clientes.

De acordo com Souza, após a Páscoa, serão levadas o restante das máquinas para São Paulo para que sejam avaliadas e, se possível, restauradas.

“Todos os anos, nossa comunidade passa por algum momento difícil no Tempo da Quaresma. Sempre uma provação. Não poderia ser diferente, pois nosso mosteiro leva o nome do grande Mistério de Jesus Ressuscitado. Somos o Mosteiro da Ressurreição. Foi para nós um dia muito triste”, lamentou.

De acordo com o Prior, os monges irão recomeçar o trabalho: “Vamos cantar o ‘Aleluia’, com a certeza de que das cinzas ressurgiremos e retomaremos nossas atividades a todo o vapor.”

Conforme dom Bento, uma rifa deve ser realizada para obter os recursos necessários para reorganizar a fábrica, e os monges também estão recebendo doações.

Segundo a diocese, os monges beneditinos estão construindo um novo mosteiro no distrito de Itaiacoca. O local está em obras há oito anos.

Monges beneditinos dependem da produção de velas, em Ponta Grossa — Foto: Diocese de Ponta Grossa/Divulgação

Monges beneditinos dependem da produção de velas, em Ponta Grossa — Foto: Diocese de Ponta Grossa/Divulgação



Fonte: G1


03/04/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107