NOTÍCIAS


Jogador do Londrina vítima de injúria racial e torcedor do Athletico suspeito do crime prestam depoimento à polícia; VÍDEO | Paraná


O jogador do Londrina que sofreu injúria racial e o torcedor do Athletico suspeito pelo crime prestaram depoimento à Polícia Civil. Assista nas imagens acima.

O caso aconteceu no domingo (20) durante o jogo entre as equipes na Arena da Baixada, em Curitiba, pelas quartas de final do Campeonato Paranaense. O torcedor Carlos Alexandre Tonin chegou a ser preso, mas foi liberado cerca de três horas depois ao pagar uma fiança de R$ 500.

Até a publicação desta reportagem, ele não tinha advogado constituído.

De acordo com o lateral-direito Samuel Santos, ele foi chamado de “preto” e “Vera Verão” no momento em que iria bater um arremesso lateral.

“Quando eu fui cobrar o arremesso lateral, ele me chamou de seu preto, Vera Verão. Em uma entonação assim que queria menosprezar minha cor, queria me ferir. De alguma forma ele quis me menosprezar por causa do meu tom de pele. Então ele falou seu preto, seu Vera Verão. E as pessoas que estavam ao redor ouviram ele falando”, disse Samuel à polícia.

Também durante o depoimento, o torcedor confessou ter dito Vera Verão, mas alegou que “em nenhum momento com relação a racismo”.

“A bola foi para a lateral, o jogador se não me engano era o número dois do Londrina, saiu em direção à torcida, fazendo contato visual com a torcida. E nesse momento ele ficou fazendo contato visual assim [faz gesto] com a cabeça. E eu falei ‘o que que tá [sic] me olhando?’, e ele fez assim [novo gesto] para mim, e eu falei ‘o que que tá [sic] olhando Vera Verão’. Mas em nenhum momento com relação a racismo ou orientação da cor”, afirmou.

Torcedor do Athletico suspeito de injúria racial prestou depoimento em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC

Torcedor do Athletico suspeito de injúria racial prestou depoimento em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC

Procurado, o Londrina reafirmou a manifestação divulgada na noite de domingo, que lamenta o ocorrido. Veja abaixo na íntegra.

Por meio de nota, o Athletico afirmou que “agiu imediatamente para identificar o suspeito da agressão, que foi encaminhado à autoridade policial competente, sem prejuízo das medidas administrativas internas que já estão em andamento interno no clube”.

Jogador do Londrina relatou que torcedor o chamou de "preto, Vera Verão" durante partida — Foto: Reprodução/RPC

Jogador do Londrina relatou que torcedor o chamou de “preto, Vera Verão” durante partida — Foto: Reprodução/RPC

Polícia Civil abriu inquérito

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. Ao ge PR, o delegado Luiz Carlos de Oliveira da Demafe confirmou que o caso foi um flagrante de injúria racial.

A pena pode ser de um a três anos de prisão.

Com isso, de acordo com o delegado, os próximos passos são a apuração do caso e posterior comunicação à Justiça.

Torcedor do Athletico suspeito de injúria racial contra jogador do Londrina deixa prisão após pagar fiança de R$ 500, diz polícia — Foto: Sofia Suplicy/ge

Torcedor do Athletico suspeito de injúria racial contra jogador do Londrina deixa prisão após pagar fiança de R$ 500, diz polícia — Foto: Sofia Suplicy/ge

Samuel Santos discutiu com um torcedor na arquibancada quando foi cobrar um arremesso lateral. Irritado, ele disse ao árbitro que foi ofendido com gestos racistas.

O atleta também relatou que o torcedor o chamou de “preto vera verão”, em alusão a um personagem de um programa de televisão.

Os seguranças do Athletico e a Polícia Militar (PM-PR) retiraram o torcedor das arquibancadas. Ele foi encaminhado primeiramente para a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) e depois para a central de flagrantes.

Nota do Londrina na íntegra:

“Sobre o episódio de racismo envolvendo o atleta Samuel Santos, o Londrina Esporte Clube repudia veementemente atos de cunho racista ou preconceituosos. Informamos, também, que o atleta registrou boletim de ocorrência após a partida contra o Athletico Paranaense, devidamente acompanhado pelo Departamento Jurídico do clube. Lamentamos profundamente a ocorrência desses fatos e ressaltamos que prestaremos total apoio ao atleta”.



Fonte: G1


22/03/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107