NOTÍCIAS


Justiça determina bloqueio de bens de buffet que fechou e cancelou contratos de casamento, em Londrina


De acordo com o delegado responsável pelo caso, Edgard Soriani, surgiram novos elementos que levam a eventual prática do crime de estelionato.

“Um sócio do buffet compareceu e disse que deu R$ 272 mil para eles [os donos]. Eles maquiaram as informações, acabaram ficando com esse dinheiro e não apresentaram isso nesse balancete, acabaram investindo e perdendo tudo. Tem uma vítima envolvida, em que eles receberam na mesma semana os valores, adiantaram os valores para ela pagar, deram um desconto de R$ 1 mil e não prestaram os serviços. Existe sérios indícios de estelionato”, disse.

  • Buffet fecha e desmarca serviço para casamentos em Londrina e região; 47 casais estimam prejuízo total acima de R$ 250 mil

Famílias têm entrado com ações para tentar recuperar o dinheiro investido nos eventos, já que correm o risco de não serem realizados.

A primeira liminar foi obtida por um cliente que relatou que o buffet havia se comprometido a devolver o valor pago pelos serviços não prestados, o que não ocorreu.

Conforme o advogado do Buffet Celebre, Mauro Martins, estratos, relações de fornecedores, contratos e outros documentos serão entregues à delegacia para prestar esclarecimentos nesta quarta.

Na primeira liminar concedida, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 9,3 mil, valor que um cliente informou ter investido em uma festa.

A Justiça ainda está rastreando contas bancárias e o patrimônio do buffet para ver se há recursos disponíveis para bloqueio.

Em uma outra ação, que ainda aguarda análise da Justiça, um homem conta que fez o pagamento de uma festa via consórcio, em várias parcelas, no valor de R$ 16,8 mil.

Nos processos, além de pedir a devolução do dinheiro investido, as famílias querem indenização por danos morais que teriam sido provocados por toda incerteza gerada pelas festas não confirmadas.

Na última semana, o Buffet Celebre anunciou que enfrentava uma grave crise financeira e não tinha mais recursos para continuar funcionando.

A preocupação aumentou com a frustração de atendimento de diversos outros clientes e a condição financeira precária do buffet.

A empresa informou que estava encerrando as atividades e iria procurar a melhor maneira para os devidos ressarcimentos. Entretanto, não deu prazo e nem explicou como isto iria ocorrer.

Desde que o buffet anunciou o fechamento, dezenas de clientes passaram a denunciar à delegacia de estelionato que as festas contratadas estavam em risco.

Até o momento são mais de 50 casais que, inicialmente, calcularam um prejuízo total acima de R$ 250 mil.



Fonte: G1


23/03/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
EXPERIÊNCIA DE DEUS