NOTÍCIAS


Justiça Federal condena 65 pessoas em operação contra contrabando aéreo de anabolizantes e eletrônicos


A Justiça Federal de Paranavaí, no noroeste do Paraná, condenou 65 pessoas na Operação Celeno, deflagrada pela Polícia Federal (PF), para investigar a importação aérea clandestina de mercadorias. A decisão é de janeiro deste ano.

Entre os condenados estão agentes da PF e da Polícia Civil de São Paulo e líderes de quatro organizações criminosas envolvidas no maior esquema de importação de anabolizantes e eletrônicos por meio aéreo realizado no Brasil.

A organização contava com integrantes que atuavam em vários estados e movimentava cerca de R$ 3 bilhões em mercadorias contrabandeadas por ano.

O grupo criminoso era formado por quatro núcleos que agiam no Paraguai e nos estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

Os integrantes conduziam aeronaves carregadas com contrabando da cidade de Salto Del Guairá, no país vizinho, até pistas clandestinas em solo nacional, para depois serem transportadas por caminhões até os destinos finais.

Parte da comercialização das mercadorias era feita em empresas dos próprios líderes das organizações criminosas, estabelecidas em Ribeirão Preto (SP) e também em São Paulo (SP).

O caso ganhou repercussão nacional quando uma das aeronaves foi forçada a pousar no Aeroporto Edu Chaves, em Paranavaí, depois de ser alvejada pela Força Aérea Brasileira (FAB), quando retornava ao Paraguai.

Avião com várias marcas de tiros é encontrado em aeroporto do Paraná — Foto: Wilson Del Passo/ RPC

Avião com várias marcas de tiros é encontrado em aeroporto do Paraná — Foto: Wilson Del Passo/ RPC

As investigações da PF começaram em 2013, apontando um esquema de importação aérea de anabolizantes e eletrônicos.

No dia da deflagração da Operação Celeno, dos 138 mandados judiciais: 28 foram de prisão preventiva, 15 de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 77 de busca e apreensão.

No Paraná, os mandados foram cumpridos nas cidades de Maringá, Paranavaí, Loanda, Amaporã, Foz do Iguaçu e Londrina.

Cinco pessoas foram presas: um piloto em Maringá, três agenciadores de frete em Foz do Iguaçu e uma funcionária de uma bomba de combustível do aeroporto de Paranavaí.

  • Alvo da Operação Celeno, chefe de esquema de contrabando é preso
  • Aeroporto de Paranavaí era porto seguro de contrabandistas, diz PF

Na fronteira, também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão.

A Operação Celeno resultou em 57 ações penais, envolvendo mais de 80 réus. Dessas ações, 51 foram sentenciadas pela Justiça Federal de Paranavaí.

Algumas das condenações ultrapassaram 15 anos e a pena mais alta aplicada foi de 19 anos, 8 meses e 20 dias.

Os processos mostram que os danos apurados na operação chegaram a R$ 114 milhões.

Ao longo da investigação, foram apreendidos 112 automóveis e 11 aviões, além de imóveis, jóias e dinheiro.



Fonte: G1


10/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107