NOTÍCIAS


Mãe e padrasto de jovem autista encontrado morto no Paraná vão a júri popular | Campos Gerais e Sul


Renata Fernanda Quadros Borges vai ser julgada pelos crimes de tortura e cárcere privado contra o filho, além de fraude processual.

Os mesmos crimes valem para o padrasto Samuel de Jesus da Silva, que também vai a júri por homicídio duplamente qualificado – com as qualificadoras de meio cruel e recurso que dificultou defesa da vítima.

Procurada, a defesa do casal afirmou que ainda não foi intimada da decisão, mas que vai tomar as medidas judiciais cabíveis para “resguardar os direitos dos acusados” assim que tomar conhecimento.

O crime aconteceu em 18 de fevereiro deste ano. Rômulo Luiz Fernandes Borges foi encontrado morto, dentro de casa, com sinais de maus-tratos. O laudo do Instituto Médico-Legal apontou que a vítima morreu por conta de um traumatismo craniano causado por “ação contundente”, uma forte pancada.

Na decisão, o juiz também determinou que o padrasto deve permanecer preso. Já a mãe vai poder aguardar o julgamento em liberdade.

Até a publicação desta reportagem, a data do júri popular não havia sido definida.

  • Professoras de jovem autista encontrado morto falam ter feito denúncia: ‘Parecia que estava pedindo socorro’
  • MP-PR recebeu em 2019 denúncia de maus-tratos a jovem autista encontrado morto com sinais do crime
Imagens mostram movimentação antes de menino com autismo ser encontrado morto

Imagens mostram movimentação antes de menino com autismo ser encontrado morto

As imagens mostram a movimentação na casa na manhã do dia 18 de fevereiro, registrando a saída da mãe da vítima por volta de 8h40.

Quase 15 minutos depois, o padrasto de Rômulo aparece na garagem usando o telefone. Ele entra na casa às 8h58 e sai um minuto depois, ficando na garagem por cerca de cinco minutos.

Neste instante a mãe da vítima chega, corre até o portão e encontra o padrasto na garagem. Eles entram juntos na residência.

A câmera registra ainda que às 9h07 o padrasto sai novamente da casa, e parece falar ao celular, retornando para a residência na sequência. Sete minutos depois, ele volta até a garagem com o filho menor no colo.

Às 9h21, uma ambulância do Samu passa em frente à residência.

Um minuto depois, o casal aparece na garagem e o padrasto vai até a rua, acenando para a ambulância. Às 9h23, a equipe do Samu entra na casa.



Fonte: G1


15/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
A VOZ DO BRASIL