NOTÍCIAS


Mais de 40 mil famílias vivem em situação de vulnerabilidade social em Cascavel, mostra estudo; 'olha a situação que eu estou' relata mulher | Oeste e Sudoeste


Mais de 40 mil famílias vivem em situação de vulnerabilidade social em Cascavel, no oeste do Paraná, de acordo com levantamento feito pelo município. Para cerca de 7 mil destas famílias, a renda média mensal é de R$ 105 por pessoa. pessoas em situação de pobreza extrema dobrou.

Outras 3.486 sobrevivem com pouco mais de R$ 210 por pessoa no mês.

Nos últimos quatro anos, quase 15 mil famílias entraram no Cadastro Único (CadUnico) da assistência social do município.

  • Alep aprova proposta que concede benefício de R$ 80 a famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica, no Paraná
Mais de 40 mil famílias vivem em situação de vulnerabilidade social em Cascavel  — Foto: Reprodução RPC

Mais de 40 mil famílias vivem em situação de vulnerabilidade social em Cascavel — Foto: Reprodução RPC

Uma destas família á da catadora de recicláveis Silvana Marques. Para economizar o gás, ela usa um fogão à lenha. A renda mensal dela é de cera de R$ 200 com a venda dos materiais que ela recolhe. Silvana também recebe o Auxílio Brasil. Com o valor ela sustenta o filho e auxilia a mãe.

“Uma vez por mês uma amiga minha traz um arroz, um feijão e assim eu vou vivendo. […] Eu comprava bastante fruta, misturas carne, essas coisas, agora cortei do orçamento. Penso nele (filho), na minha mãe e em mim, olha a situação que eu ando. De chinelo, no frio,” relata a mulher.

Programas municipais de assistência

Nos Centros de Referência a Assistência Social (Cras), as famílias podem contar com alguns programas para auxiliar. São 9 unidades do Cras na cidade.

  • Benefício para famílias de baixa renda será ampliado para R$ 300 a partir de novembro, em Cascavel

Um dos programas é o Cartão Promover, que atende mais de duas mil famílias. Elas podem gastar R$ 300 por mês, em um dos 60 mercados cadastrados. O auxílio dura seis meses e pode ser prorrogado. A prefeitura investe R$ 440 mil por mês no programa.

Conforme o secretário de assistência social da cidade, Hudson Moreschi, há outros programas no município que auxiliam as famílias.

“São benefícios que garantem condições de alimentação, documentação civil, auxílio natalidade, dentre outros benefícios, para dar condições a essa família. Por exemplo, ter uma carteira de trabalho para uma entrevista de emprego, ter condições de higiene e limpeza em casa para poder fazer uma entrevista. Então vai muito além das questões de alimentação,” frisa ele.

Para ter acesso aos benefícios, Hudson reforça que as famílias procurem o Cras mais próximo.



Fonte: G1


23/06/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
NATIVO E SERTANEJO