NOTÍCIAS


Nova data do júri popular de acusado de matar youtuber do Paraná é marcada para outubro | Paraná


A primeira data do julgamento estava marcada para 7 de março, mas um pedido na Justiça fez com que o júri fosse adiado para apresentação de novas provas. Entenda abaixo.

Isabelly morreu em 2018, após ser atingida por um tiro acima do olho esquerdo, na madrugada de 14 de fevereiro. O disparo foi feito contra o carro em que ela estava após uma confusão no trânsito.

A auxiliar de acusação Thaise Mattar Assad, uma das advogadas da família de Isabelly, disse que a expectativa é pela condenação máxima de Vargas, acusado de homicídio qualificado por motivo torpe, e porte ilegal de arma de fogo.

O advogado de Vargas, Claudio Dalledone Júnior, disse que verificará se os autos do processo estão com “toda a documentação, tudo o que se fez de prova por parte do estado […]”, e afirmou que o júri será “muito duro”.

O júri está marcado para ocorrer no Auditório Primavera, às 9h.

A data do primeiro julgamento foi adiada pelo Poder Judiciário de Pontal do Paraná em 4 de março. A prisão domiciliar do acusado também foi revogada.

Na época, todas as partes envolvidas – Ministério Público do Paraná (MP-PR), auxiliares de acusação e a defesa do acusado disseram que a mudança aconteceu a pedido deles.

A decisão de adiar o julgamento foi assinada pela juíza Cristiane Dias Bonfim Godinho, que citou que materiais produzidos na reconstituição do crime, realizada em 22 de fevereiro de 2018, ainda não tinham sido anexados ao processo.

Na decisão, a juíza também revogou a prisão domiciliar de Everton, pedido feito pela defesa do réu.

“Percebe-se que o acusado cumpre durante período relativamente longo sem descumprir o monitoramento eletrônico e sem sua regressão”, disse trecho da decisão.

A decisão também determinou a retirada da tornozeleira eletrônica de Everton. Esse pedido, porém, foi feito pela defesa mas também pelo Ministério Público, que argumentou possibilidade de excesso de prazo, o que pode impactar na diminuição da pena do acusado em caso de condenação.

Isabelly foi morta em 2018 — Foto: Reprodução/Facebook

Isabelly foi morta em 2018 — Foto: Reprodução/Facebook

A investigação da Polícia Civil apontou que Isabelly foi atingida por um tiro acima do olho esquerdo, na madrugada de 14 de fevereiro de 2018. Ela estava no banco de trás de um carro, ao lado da mãe. Nos bancos da frente do veículo, estavam um amigo e o pai do amigo.

O motorista disse em depoimento que foi fechado por um carro pouco antes do crime, e relatou que, logo após a fechada, o carro parou a cerca de 60 metros.

Segundo ele, um dos ocupantes do veículo, sem descer do mesmo, atirou três vezes contra o carro onde estava Isabelly e a mãe. A youtuber chegou a ser socorrida, mas morreu no mesmo dia.

Os irmãos Everton e Cleverson Vargas, investigados pelo crime, disseram à época que foram ameaçados e agiram por “instinto de defesa”. Os dois viraram réus no processo em 2018. Everton foi denunciado, e a Justiça definiu que ele irá a júri popular.

Suspeitos da morte de youtuber no Paraná falam como ocorreu o crime; assista ao vídeo

Suspeitos da morte de youtuber no Paraná falam como ocorreu o crime; assista ao vídeo

Cleverson Vargas, que dirigia o veículo, também havia sido denunciado por homicídio qualificado, mas como partícipe, e por embriaguez ao volante. Em 2019, a Justiça decidiu que ele não deveria mais responder pelo crime de homicídio.

Vídeos mais assistidos do g1 PR:



Fonte: G1


05/07/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA