NOTÍCIAS


Obras de duplicação da BR-277, em Cascavel, estão atrasadas


As obras de duplicação da BR-277, em Cascavel, no oeste do Paraná, estão atrasadas. De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), 25% dos trabalhos foram feitos até o momento, quando deveriam ter avançado pelo menos 40%.

As obras começaram em julho do ano passado. A previsão era de que os trabalhos fossem concluídos até setembro deste ano, mas o prazo de entrega deve ser estendido por conta do atraso.

“Por enquanto, em torno de três a quatro meses a gente acredita que vai atrasar. Nós estamos trabalhando aí, provavelmente, para dezembro de 2022 ou janeiro de 2023”, afirmou Charlles Urbano Hostins Junior, superintendente regional do DER.
Obras de duplicação da BR-277, em Cascavel, estão atrasadas  — Foto: Reprodução/RPC

Obras de duplicação da BR-277, em Cascavel, estão atrasadas — Foto: Reprodução/RPC

Os motoristas quem chegam à Cascavel pela BR-277, vindos no sentido Curitiba, são recebidos por dezenas de funcionários que atuam nas obras de duplicação da rodovia.

O trabalho ocorre dos dois lados da BR-277. À esquerda, uma nova pista é construída, e do lado direito é feita uma via marginal.

Serão duplicados quase seis quilômetros da rodovia, entre o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste).

“Vai ficar ótimo porque nas minhas entregas para lá, eu estou atrasando demais porque é muita muvuca de tarde, fila de caminhão, carro. É muito lento o trânsito ali”, comentou o entregador Edinelson André.

A obra inclui, ainda, dois viadutos para travessia. Um deles em frente à Ferroeste e outro a poucos metros do posto da PRF, que vai ligar à PR-180.

Obra inclui, ainda, dois viadutos para travessia — Foto: Reprodução/RPC

Obra inclui, ainda, dois viadutos para travessia — Foto: Reprodução/RPC

O motorista que for viajar para Boa Vista da Aparecida precisará passar em frente ao posto policial, pois o trevo atual será fechado.

Segundo o DER-PR, a obra enfrentou dificuldades com desapropriações, desacelerou com a realização do Show Rural, entre outros problemas.

“A gente têm várias interferências aqui na obra. É uma obra que é muito próxima do perímetro urbano, tem muitas empresas, muitos acessos, interferências de postes da Copel, de tubulações de água, tubulações de fibra ótica. Então, isso tudo faz com que ela não esteja no ponto que gostaríamos”, disse Charlles Urbano Hostins Junior.

Em outra entrada de Cascavel ocorre duplicação dos 14 quilômetros do Contorno Oeste – trecho que conecta as BRs 277, 163 e 467, desviando da área urbana da cidade.

A obra também inclui um acesso à Avenida Brasil, na altura do bairro Santo Inácio, com 4,7 quilômetros. Conforme o DER, os trabalhos dessa obra estão dentro do prazo.

“A previsão é de janeiro de 2023”, disse o superintendente regional do DER.

Tanto a obra de duplicação do Contorno Oeste quanto a da BR-277 são executadas com recursos do governo do estado e da Itaipu Binacional, que somados chegam a R$ 150 milhões.

Em outra entrada de Cascavel ocorre duplicação dos 14 quilômetros do Contorno Oeste — Foto: Reprodução/RPC

Em outra entrada de Cascavel ocorre duplicação dos 14 quilômetros do Contorno Oeste — Foto: Reprodução/RPC



Fonte: G1


28/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA