NOTÍCIAS


Paranaenses vítimas de chacina em SC são identificados, confirma delegado; familiares foram ouvidos



Nomes das vítimas, entretanto, não foram divulgados. Corpos dos paranaenses de Palmas e União da Vitória foram encontrados em carro carbonizado no domingo (8). Segundo delegado, uma vítima está desaparecida. Carro onde os corpos foram carbonizados sendo levado até a delegacia em Joinville Walter Quevedo/NSC TV Os corpos dos seis paranaenses mortos em uma chacina em Joinville (SC) no domingo (8) foram identificados, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Dirceu Augusto Silveira Júnior. Os nomes e sexo das vítimas não foram divulgados para não comprometer o curso das investigações. Entenda o caso abaixo. Em entrevista à RPC, o delegado confirmou que familiares das vítimas e pessoas próximas a elas foram acionadas e ouvidas na investigação. Até esta terça-feira (10), ninguém foi preso. Silveira informou que além das seis pessoas que morreram, outros quatro moradores do Paraná estão envolvidos no caso, totalizando 10 vítimas. Destas, três conseguiram fugir dos suspeitos. Uma está desaparecida. Toda as vítimas, de acordo com o delegado, são de Palmas e União da Vitória, na região sul do estado. Eles trabalhavam na mesma empresa, na área de manutenção de estradas. “Nós temos todas as vítimas identificadas. São pessoas oriundas do estado do Paraná, da região de Palmas e União da Vitória. Eles eram terceirizados e faziam roçadas em redes de energia elétrica na região de Joinville, Jaraguá do Sul”. Entenda: Seis paranaenses são mortos em chacina em Santa Catarina Veja o que se sabe o que falta esclarecer sobre o crime Motivação O delegado afirmou que a motivação para o crime pode ter relação com uma discussão em via pública que envolveu um dos moradores da casa das vítimas. O teor da briga não foi divulgado. Depois disso, segundo a investigação, as vítimas tiveram a casa onde moravam invadida e, posteriormente, incendiada. O imóvel era alugado. “Essa motivação dessa discussão ainda não está totalmente esclarecida. Vai se verificar no curso da investigação. Essa pessoa [vítima] ao retornar para a sua residência, o local onde eles foram retirados e depois seguido, e ai então ocorreu a invasão a um imóvel de onde eles foram retirados no curso daquela madrugada”. Carro carbonizado De acordo com a polícia, na casa onde as vítimas moravam estavam três carros da empresa onde as vítimas trabalhavam, e que foram usados para transportá-los até uma estrada próxima do fim da SC-108, conhecida como Rodovia do Arroz. À RPC, o delegado afirmou que além do carro carbonizado, outros carros utilizados no crime foram apreendidos. Ele não detalhou quantos. Silveira afirmou, também, que a PC-SC encaminhou materiais para perícia no Instituto de Criminalística. “Já promovemos a oitiva de testemunhas, um número significativo de testemunhas, e obviamente que a par disso, as investigações policiais estão em curso […] Agora nós vamos encaminhar as investigações policiais para que a gente consiga definir autorias”. O delegado também afirmou que não é possível afirmar o número de pessoas que podem estar envolvidas no crime, mas disse que pode ser uma quantidade significativa. Leia também: Trânsito: Máquina agrícola com problemas mecânicos cruza avenida em alta velocidade, bate em veículos e deixa 6 pessoas feridas Educação: Seed retira Artes da grade curricular do 8º e do 9º; professores protestam Vídeos mais assistidos do g1 PR: Veja mais notícias da região em g1 Paraná.

Fonte: G1


10/01/2023 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107