NOTÍCIAS


PF deflagra operação contra suspeitos de trazer de forma clandestina 5,7 mil cabeças de gado da Argentina para o Brasil


A Polícia Federal deflagrou a operação ‘Boi Viajante’ contra suspeitos de trazer de forma clandestina cerca de 5,7 mil cabeças de gado da Argentina para o Brasil. Ninguém foi preso.

Foram cumpridos nesta quinta-feira (7) 11 mandados de busca e apreensão em Barracão, Bom Jesus do Sul, Santo Antônio do Sudoeste, na região sudoeste do Paraná e Dionísio Cerqueira, em Santa Catarina.

Segundo a polícia, as propriedades onde foram cumpridos os mandados ficam na fronteira entre os dois países e eram divididas apenas por uma cerca simples por onde era feita a movimentação dos animais de um país para o outro.

  • Compartilhe no WhatsApp
  • Compartilhe no Telegram

Conforme a polícia, em quase dois anos de investigação, com o apoio da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), foram identificados cinco criadores de gado envolvidos no esquema.

Segundo a PF eles traziam os animais clandestinamente da Argentina para o sudoeste do Paraná e os revendiam para compradores no Norte e Noroeste do estado. O grupo faturou cerca de R$14,2 milhões, segundo a investigação.

Só um dos presos, apontado pela PF como chefe da quadrilha, teria movimentado aproximadamente 4,5 mil cabeças neste período.

PF afirma que local era usado para passar os animais de uma propriedade para a outra.   — Foto: Polícia Federal

PF afirma que local era usado para passar os animais de uma propriedade para a outra. — Foto: Polícia Federal

Início das investigações

A emissão de muitas Guias de Trânsito Animal (GTA) chamaram a atenção da fiscalização da Adapar em 2019 e a partir disso é que foi iniciada a investigação, segundo a PF.

Conforme a investigação, o grupo criou um sistema em que se simulava a aquisição de gado de outras regiões do Paraná, como se viessem para a propriedades deles. Com isso, poderiam expedir a GTA para a mesma quantidade de animais que traziam da Argentina.

O documento é necessário para movimentação interestadual de animais vivos, ovos férteis e outros materiais de multiplicação animal, além de transporte interestadual ou intraestadual de animais vivos destinados ao abate em estabelecimento sob Inspeção Federal (SIF).

  • Sete pessoas são presas em operação da polícia contra furtos de gado no noroeste do Paraná
  • Suspeitos furtam parte do gado de propriedade rural, em Terra Rica

Além disso, o grupo simulava o nascimento de animais. Em uma das propriedades, o dono chegou a declarar que no período de apenas 2 meses nasceram 50 bezerros. Nos 4 anos anteriores, não havia ocorrido nenhum nascimento em um rebanho com aproximadamente 50% de animais fêmea.

Os criadores de gado são investigados por contrabando, associação criminosa, falsidade ideológica e infração de medida sanitária preventiva.

De acordo com a Adapar, o contrabando de animais representa um grande risco para o status sanitário do Paraná que recentemente se tornou livre de febre aftosa sem vacinação.



Fonte: G1


07/04/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107