NOTÍCIAS


Polícia considera 'improvável' envolvimento de vítimas em roubo de malote de R$ 100 mil em Curitiba | Paraná


“A gente não descarta, muito embora eu acho muito improvável, até pela violência com que os criminosos agiram. Se fosse algo de cartas marcadas ou um roubo fraudulento, eu acredito que não haveria a necessidade de disparos, sobretudo disparos que quase acertaram as vítimas”, afirmou o delegado da Polícia Civil, Marcelo Magalhães.

O roubo foi registrado na manhã da quinta-feira (22), no bairro Mossunguê. As vítimas saíam de um condomínio residencial quando foram abordadas por um carro com três pessoas que se identificaram como policiais. Em seguida, as vítimas foram rendidas. Uma testemunha flagrou a ação. Veja no vídeo acima.

Suspeitos renderam as vítimas na calçada.  — Foto: Reprodução/RPC

Suspeitos renderam as vítimas na calçada. — Foto: Reprodução/RPC

Segundo a Polícia Civil, uma das vítimas é um fazendeiro que mora em Rondônia. Ele afirmou que é o dono do dinheiro levado. Junto com ele estava um amigo. Em depoimento, o fazendeiro afirmou que o dinheiro é oriundo de uma venda de gados, mas não soube explicar porque o pagamento foi feito em espécie.

As vítimas afirmaram à polícia que estavam com o dinheiro porque estavam em busca de um terreno para comprar.

Polícia Civil dá detalhes sobre o assalto no bairro Mossunguê

Polícia Civil dá detalhes sobre o assalto no bairro Mossunguê

De acordo com o delegado Magalhães, houve contradições nos depoimentos.

“Primeiramente, um deles falou que estavam indo até a região de Campo Largo para procurar um terreno, e o outro falou que eles estariam retornando para a região de Maringá. […] A gente sentiu uma dificuldade, uma resistência de falar de quem seria o dinheiro, o que eles fariam com aquele dinheiro, para aonde eles estavam levando”, afirmou o delegado.

Suspeitos atiraram contra a lataria e os pneus do carro. — Foto: Reprodução/RPC

Suspeitos atiraram contra a lataria e os pneus do carro. — Foto: Reprodução/RPC

O delegado afirmou também que a polícia suspeita de mais de quatro pessoas envolvidas direta e indiretamente no crime. Segundo ele, há a suspeita de pessoas que contribuíram para o crime compartilhando informações sobre a localização do dinheiro e das vítimas.

“Temos informações que se trata de um grupo organizado que foi para roubar aquele malote de dinheiro. Eles sabiam exatamente o que procuravam. Tanto que eles deram voz de assalto e já pediram pelo dinheiro”, contou o delegado.

Ainda segundo Magalhães, a suspeita preliminar da Polícia Civil é que o grupo de criminosos é do Paraná.

No dia do crime, a polícia afirmou que os suspeitos pretendiam sequestrar as vítimas, mas desistiram. Em entrevista concedida nesta sexta-feira (23), a Polícia Civil descartou a informação.

Em depoimento, vítimas afirmaram que o carro que estavam era alugado, e foi abordado após sair de condomínio residencial. — Foto: Reprodução/RPC

Em depoimento, vítimas afirmaram que o carro que estavam era alugado, e foi abordado após sair de condomínio residencial. — Foto: Reprodução/RPC

Três assaltantes se passaram por policiais civis e roubaram um malote de dinheiro na manhã de quinta-feira (22), no bairro Mossunguê, em Curitiba.

Segundo a Polícia Militar, o veículo que transportava o malote estava saindo de um condomínio residencial quando foi abordado por um carro com três pessoas que se identificaram como policiais civis.

Após a abordagem, as vítimas foram rendidas e colocadas na calçada. A PM informou que os suspeitos levaram um malote de dinheiro e celulares de uma das vítimas.

Conforme a polícia, antes de fugirem do local os suspeitos atiraram contra a lataria e as rodas do carro. Ninguém se feriu.

VÍDEOS: mais assistidos do g1 Paraná



Fonte: G1


23/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA