NOTÍCIAS


Polícia identifica suspeito de agredir profissionais de saúde em Unidade de Pronto Atendimento de Londrina | Norte e Noroeste


O caso foi registrado no sábado (24). De acordo com os trabalhadores, o suspeito é filho de um paciente, que passou mal e aguardava para ser atendido. O homem possuía uma faca e fugiu após bater em técnicos de enfermagem.

Até a publicação desta reportagem, o agressor não havia sido preso. Segundo a polícia, o suspeito deve ser ouvido. A defesa disse que ele deve prestar depoimento sobre o caso ainda nesta semana.

  • Profissionais de saúde são agredidos em UPA de Londrina

Os profissionais de saúde da UPA registraram Boletim de Ocorrência (B.O.) sobre o caso, e a polícia instaurou um inquérito. Segundo as vítimas, o homem agrediu três técnicos de enfermagem com socos e golpes de um capacete de moto.

Um dos servidores precisou ser afastado das funções para se recuperar física e emocionalmente.

De acordo com os profissionais, o pai do suspeito foi atendido e transferido para a Santa Casa de Londrina, logo depois do caso.

Profissionais de saúde de uma Unidade de Pronto Atendimento de Londrina denunciaram agressões sofridas durante o trabalho — Foto: Reprodução/RPC

Profissionais de saúde de uma Unidade de Pronto Atendimento de Londrina denunciaram agressões sofridas durante o trabalho — Foto: Reprodução/RPC

Os trabalhadores da equipe se reuniram em frente à UPA para pedir mais segurança em um protesto, na segunda-feira (26). Eles se reuniram com a Secretaria Municipal de Saúde para apresentar pedidos, na terça-feira (27).

Segundo a equipe, somente um agente da Guarda Municipal trabalhava na unidade, e somente no período noturno.

A reunião foi acompanhada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Londrina (Sindiserv), de acordo com o presidente, Fábio Molin.

“Na UPA, temos o problema de que o prédio é muito grande, há várias entradas. Então, esse controle pode ser feito tanto pela guarda municipal como por outros servidores. Isso é urgente que aconteça. Os pacientes precisam ter segurança de serem atendidos, e os nossos servidores precisam ter tranquilidade para exercerem suas funções”, disse.

Após as reivindicações, a partir desta quarta-feira (28), o local passa a contar com um servidor exclusivo para fazer o controle de entrada das pessoas, e guardas municipais passam a atuar 24 horas no prédio.

Suspeito usou uma faca para ameaçar e agrediu profissionais de saúde de uma UPA de Londrina — Foto: Reprodução/RPC

Suspeito usou uma faca para ameaçar e agrediu profissionais de saúde de uma UPA de Londrina — Foto: Reprodução/RPC

Assista aos vídeos mais acessados do g1 PR



Fonte: G1


28/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107