NOTÍCIAS


Polícia pede que nome de brasileiro suspeito de matar esposa e filha no Japão entre na lista de procurados internacional, diz embaixador | Norte e Noroeste


O embaixador do Japão no Brasil, Teiji Hayashi , afirmou nesta sexta-feira (9) que a polícia japonesa pediu para que o nome do brasileiro Anderson Robson Barbosa seja colocado na lista de procurados internacionais – a chamada lista da Interpol. Ele é suspeito de matar esposa e filha.

Hayashi esteve em Rolândia, a 24 quilômetros de Londrina.

“A Justiça japonesa acaba de solicitar para adicionar Anderson na lista de procurados internacional. Então, a Embaixada está disposta a qualquer coisa. Geralmente, as policias japonesa e brasileira têm uma cooperação muito forte. Então, se necessário, acredito que as duas polícias podem trabalhar juntas, sem problemas”, afirmou o embaixador.

O embaixador também manifestou condolências à família e preferiu não comentar mais sobre o aso uma vez que o crime está em investigação. “A Embaixada está disposta a trabalhar, se necessário e se as duas polícias pedirem algum apoio”, complementou Hayashi.

Anderson Robson Barbosa é procurado pela polícia do Japão suspeito de ter assassinado a esposa e a filha. — Foto: Reprodução/RPC

Anderson Robson Barbosa é procurado pela polícia do Japão suspeito de ter assassinado a esposa e a filha. — Foto: Reprodução/RPC

O crime, conforme a polícia japonesa, ocorreu em agosto e, em seguida, Barbosa fugiu para o Brasil. Anderson Barbosa é defendido pelo advogado Hélio de Matos Venâncio, que confirmou que o suspeito está no Brasil. Ele afirma que o cliente encontrou a família morta e que fugiu por medo.

Até a última atualização desta reportagem, o nome de Anderson não estava na lista da Interpol. O advogado dele, Hélio de Matos Venâncio, afirmou que o rapaz está no Brasil, mas o local não será revelado a pedido da família dele.

“Existem duas versões, a de que ele teria matado a esposa para proteger a filha e que ele teria chegado e visto os dois corpos. Independente disso, ele veio para o Brasil para ter uma defesa justa”, disse.

As vítimas foram achadas mortas, com sinais de facadas, dentro do apartamento da família no dia 24 de agosto, conforme divulgado pelas autoridades japonesas.

O suspeito é natural de Londrina, no norte do Paraná. As vítimas são Manami Aramaki, de 29 anos, e a filha Lily, de 3 anos. Nas redes sociais de Aramaki, ela indicava que era casada com Barbosa.

Ainda segundo o advogado, Barbosa disse que encontrou a esposa e a filha mortas após chegar do trabalho e fugiu do Japão por medo.

Imagens divulgadas pela polícia de Osaka mostram Anderson andando pelo aeroporto de Narita, no dia 22 de agosto.

De acordo com a imprensa japonesa, dias antes da morte da esposa e da filha, Anderson pediu dispensa de duas semanas do trabalho. Desde então, ele não foi mais encontrado.

VÍDEOS: mais assistidos do g1 Paraná



Fonte: G1


09/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
SUCESSOS DA TARDE