NOTÍCIAS


Ponte da Amizade tem movimento diário de aproximadamente 41,2 mil veículos, aponta estudo


A Ponte da Amizade na fronteira entre Brasil e Paraguai tem movimento diário de aproximadamente 41,2 mil veículos, de acordo com dados divulgados na terça-feira (5) pela Pesquisa de Tráfego e Perfil de Turistas na Tríplice Fronteira.

Durante o estudo que é realizado anualmente desde 2013, foram colhidos também dados sobre o fluxo de veículos e de pedestres na Ponte Internacional Tancredo Neves, na fronteira entre o Brasil e a Argentina. Confira os dados mais abaixo.

  • FOTOS: Confira registros históricos da Ponte da Amizade na fronteira entre Brasil e Paraguai
  • PodParaná #70: Ponte da Amizade completa 57 anos de inauguração

A pesquisa foi realizada por alunos e estudantes do Centro Universitário UDC, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, entre os dias 24 e 27 de novembro de 2021.

Ponte da Amizade  — Foto: Ponte da Amizade

Ponte da Amizade — Foto: Ponte da Amizade

Cerca de 83,4 mil pessoas cruzaram diariamente a Ponte da Amizade no período. O número ficou abaixo dos 87, 2 mil registrados em 2019, último ano em que a pesquisa havia sido realizada.

Em 2020 o levantamento não foi realizado devido à pandemia.

Os números mostram ainda que 70,2% das pessoas que circulam diariamente pela Ponte da Amizade são do sexo masculino. A faixa etária predominante é de pessoas entre 35 e 49 anos.

A maioria dos visitantes entrevistados na Ponte Internacional da Amizade, eram do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, respectivamente.

Ponte Internacional da Amizade, entre Foz do Iguaçu, no Brasil, e Cidade do Leste, no Paraguai — Foto: Osmar Testti/Imagem cedida

Ponte Internacional da Amizade, entre Foz do Iguaçu, no Brasil, e Cidade do Leste, no Paraguai — Foto: Osmar Testti/Imagem cedida

Compras foram o principal motivo apontado pelos entrevistados para cruzar a ponte, representando 33,3%, seguido por lazer, 22,8% e trabalhou ou negócios, 17,5%.

A pesquisa questionou também o atendimento na aduana da Receita Federal na Ponte da Amizade, a segurança e a importância das operações de fiscalização e combate à criminalidade realizadas na fronteira.

Os veículos de maior circulação na Ponte da Amizade são as motocicletas, representando 48,1% do total, seguida de carros com 34,9%, e vans com 10,3%.

O maior fluxo de veículos foi registrado das 6h às 18h, sendo a maioria deles de placa do Paraguai, representando 64,14%, dos cerca de 165 mil veículos que foram totalizados nos quatro dias da pesquisa.

Ponte da Fraternidade, entre Brasil e Argentina, está fechada para trânsito de turistas, mas aberta para passagem de caminhões — Foto: Reprodução/RPC

Ponte da Fraternidade, entre Brasil e Argentina, está fechada para trânsito de turistas, mas aberta para passagem de caminhões — Foto: Reprodução/RPC

A maioria das pessoas que cruzaram a Ponte da Fraternidade durante os quatro dias de pesquisa eram do Paraná e tinham entre 35 e 49 anos.

A maior quantidade de veículos que circulam pela ponte é de carros, seguida de motos, taxis, caminhões, vans e ônibus.

O maior fluxo de veículos foi no intervalo das 10h às 17h, sendo a maioria com placas do Brasil, seguido da Argentina e do Paraguai.

A média diária de circulação de veículos foi de 4,6 mil.



Fonte: G1


06/04/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107