NOTÍCIAS


Prefeitura de Curitiba rescinde contrato com consórcio responsável por obras em trecho da Linha Verde


A prefeitura de Curitiba resolveu rescindir o contrato com um consórcio responsável por obras na Linha Verde, entre a Estação Solar e a Estação Atuba. A gestão municipal disse que vai abrir um novo edital para continuidade das obras do Lote 4.1, que compreende a área norte da Linha Verde.

O município justificou a rescisão por causa do não cumprimento do contrato por parte do consórcio.

Conforme a prefeitura, a obra no trecho deveria ter sido finalizada em novembro. Apesar disso, 20% do serviço foi executado.

As obras compreendem um trecho de 2,84 km e começaram em dezembro de 2019, com prazo de entrega de 720 dias.

Segundo a prefeitura, 95 notificações ou intimações foram feitas ao consórcio, incluindo avisos de atrasos na obra.

A gestão disse ainda que fez o pagamento pelos serviços que já foram feitos, incluindo reajustes pedidos pelo consórcio.

Ao todo, até agora, a prefeitura desembolsou R$ 14,9 milhões pela obra. Para concluir o trecho do Lote 4.1, Curitiba espera gastar mais R$ 68 milhões.

A Linha Verde começou a ser construída em 2007, em Curitiba. Com 22 km de extensão, a via busca ligar o Sul ao Norte da capital paranaense.

Obra da Linha Verde, em Curitiba — Foto: Daniel Castellano/SMCS

Obra da Linha Verde, em Curitiba — Foto: Daniel Castellano/SMCS



Fonte: G1


22/12/2021 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107