NOTÍCIAS


Professor grava vídeo pulando corda segurando aluno com paralisia cerebral e viraliza: 'Sempre quis trabalhar a inclusão'


Uma simples brincadeira infantil se tornou em um exemplo de inclusão e empatia nas redes sociais, nos últimos dias. Um vídeo de um professor pulando corda carregando uma criança de seis anos com paralisia cerebral viralizou em páginas brasileiras e internacionais.

O responsável pelo vídeo é o professor Gean Sampaio, que trabalha em uma escola de Londrina, na região norte do Paraná. O vídeo foi gravado em meados de 2021, mas só ganhou repercussão agora.

O professor contou que o menino que aparece no vídeo se chama Heitor. O tema da aula de educação física do dia era corda. A ideia de gravar o vídeo foi da regente do menino, que o acompanha na escola.

“Ela falou que estava muito bonitinho eu pulando com ele. Daí coloquei o celular na mureta e gravei. Como eu já postava alguns vídeos, juntei um outro que tinha com ele e resolvi publicar”, lembrou.

Gean está há um ano no colégio onde Heitor estuda. Ele contou que resolveu trabalhar a inclusão com a turma da criança.

A ideia tem dado resultados tanto para Heitor, que está encarando novos desafios, quanto para os demais alunos, que estão aprendendo cada vez mais a conviver em sociedade.

“Eu sempre falo que nas minhas aulas ninguém fica sem fazer, e para o Heitor é bom para que ele possa ver que nada é tão comprometedor. Eu sempre quis trabalhar a inclusão, e as crianças da sala dele estão o incluindo”, disse.
Professor pula corda com menino no colo, em Londrina — Foto: Arquivo pessoal

Professor pula corda com menino no colo, em Londrina — Foto: Arquivo pessoal

Gean disse que depois que o vídeo viralizou na internet começou a receber mensagens de amor de todas as partes do mundo.

A publicação chegou a ser a publicada em páginas do Reino Unido, dos Estados Unidos, de países da América Latina e até mesmo de nações árabes.

Em um dos compartilhamentos feito por uma página esportiva britânica, a publicação recebeu mais de 1 milhão de curtidas e 44 mil comentários.

“Estou recebendo mensagens que preciso traduzir na internet para responder. O Heitor que merece todo esse crédito, porque foi ele quem me incentivou a querer mudar”, disse.

A mãe de Heitor, Priscila Veronezi de Oliveira, contou que o filho teve paralisia decorrente de uma trombose cerebral quando tinha apenas sete dias de vida.

Priscila disse que sabia da dedicação e esforço do professor Gean para incluir o filho nas atividades físicas, principalmente por causa das dificuldades motoras dele.

“Me emocionei muito com o vídeo, porque sei que o carinho com o Heitor é genuíno, e uma mãe sempre se alegra com a felicidade de um filho! Ainda mais ele que passa por tanta coisa difícil desde que nasceu”, contou.

Atualmente, Heitor precisa fazer fisioterapia todos os dias com dois fisioterapeutas diferentes, além de terapia ocupacional e fonoaudióloga. O menino também trata epilepsia.

O professor Gean Sampaio e o aluno Heitor — Foto: Arquivo pessoal

O professor Gean Sampaio e o aluno Heitor — Foto: Arquivo pessoal

*A reportagem contou com a colaboração de Mariah Colombo.



Fonte: G1


10/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
A VOZ DO BRASIL