NOTÍCIAS


Programa de residência em Gestão da Saúde Pública abre 330 vagas para profissionais recém-formados no Paraná


O Governo do Paraná lançou nesta quarta-feira (23) o programa de residência técnica de Gestão em Saúde Pública, com 330 vagas para profissionais recém-formados em várias áreas.

O objetivo, segundo o governo, é contribuir para a melhoria dos serviços públicos disponibilizados à população, com foco na capacitação e qualificação de trabalhadores para o setor público.

Além de atividades práticas, a residência técnica (Restec) contempla um Curso de Especialização em Gestão em Saúde Pública, ofertado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), no norte do Paraná, na modalidade de ensino a distância. Veja detalhes mais abaixo.

“Essa residência vai possibilitar o crescimento profissional, com aumento da capacidade de liderança e melhoria nas tomadas de decisão em ambientes mais complexos, com impacto direto na qualificação do setor público, refletindo na melhoria nos serviços ofertados à população”, disse o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

Com carga horária total de 510 horas, a pós-graduação será custeada pelo estado. Além dos residentes, são reservadas 72 vagas no curso para servidores públicos estaduais.

“Como principal via de acesso aos serviços médicos, clínicos e hospitalares, o sistema público de saúde desperta enormes desafios para atender as expectativas e necessidades dos cidadãos. Por isso, é fundamental um quadro de pessoas capacitadas para o exercício de múltiplas funções com eficiência e qualidade na aplicação de recursos humanos e financeiros”, afirma o reitor da UEM, Júlio César Damasceno.

Programa de residência em Gestão da Saúde Pública abre 330 vagas para profissionais recém-formados no Paraná — Foto: Albari Rosa/SESA

Programa de residência em Gestão da Saúde Pública abre 330 vagas para profissionais recém-formados no Paraná — Foto: Albari Rosa/SESA

O edital da Restec de Gestão em Saúde Pública prevê vagas para os seguintes profissionais da Saúde:

  • enfermeiros;
  • farmacêuticos;
  • médicos veterinários;
  • nutricionistas;
  • odontólogos.

Completam a lista outras classes profissionais, como:

  • administradores;
  • arquitetos;
  • analistas de sistemas;
  • assistentes sociais;
  • biólogos;
  • comunicadores;
  • contadores;
  • economistas;
  • estatísticos;
  • fisioterapeutas;
  • pedagogos;
  • psicólogos;
  • engenheiros agrônomos, civis, eletricistas, mecânicos e sanitaristas.

Para concorrer às vagas, os interessados devem ter concluído o curso de graduação nos últimos três anos, nas respectivas áreas profissionais.

Durante o desenvolvimento do curso, entre junho de 2022 e maio de 2024, os profissionais vão desenvolver 30 horas semanais (seis horas por dia, de segunda a sexta-feira) de atividades práticas de forma presencial.

A seleção dos candidatos será em etapa única, por meio de prova online, de caráter eliminatório e classificatório, com duração máxima de duas horas.

Serão 20 questões totalizando 80 pontos e dez questões somando 20 pontos.

Para se classificar, os candidatos devem obter nota igual ou superior a 60 pontos. A bibliografia de referência consta no edital.

Entre as vagas, 192 residentes serão lotados nas 22 Regionais de Saúde do Paraná, enquanto 130 profissionais serão direcionados para várias unidades organizacionais da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em Curitiba.

Outros quatro residentes vão atuar na Escola de Saúde Pública do Estado do Paraná e mais quatro no Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen).

A carga horária teórica do Curso de Especialização Lato Sensu será em ambiente virtual, em período não coincidente com o desenvolvimento das atividades práticas da residência.

Haverá possibilidade de realização de aulas remotas síncronas em períodos noturnos, durante a semana e aos sábados.

Recentemente, o governo aprovou reajuste de 25%, a partir de abril, em todas as bolsas concedidas para pesquisadores, professores, estudantes e profissionais recém-formados, que atuam no âmbito da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Com essa medida, o valor das bolsas dos residentes técnicos passará dos atuais R$ 1,9 mil para R$ 2.375, mais o auxílio transporte.

A grade curricular do curso de pós-graduação será composta por 10 disciplinas, abrangendo módulos básico e específicos, nas seguintes áreas de concentração:

  • gestão administrativa;
  • atenção e promoção à saúde;
  • vigilância em saúde;
  • atenção especializada no SUS;
  • assistência farmacêutica no SUS.

Os alunos deverão desenvolver trabalhos de conclusão de curso no formato de Projeto Técnico de Aplicação, apontando sugestões de melhorias relativas a aspectos identificados no decorrer das atividades práticas.

VÍDEO: Mais assistidos do g1 PR



Fonte: G1


24/03/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107