NOTÍCIAS


Projeto de lei para reduzir tarifa do transporte coletivo será votado nesta semana, em Londrina


Como os vereadores estão em recesso, o presidente da Câmara Municipal, Jairo Tamura (PL), convocou os representantes nesta quarta-feira (5).

  • Aditivo de mais de R$ 20 milhões pago pela prefeitura às empresas do transporte coletivo é discutido na Câmara de Londrina

Se aprovado, o preço da passagem pode passar de R$ 4,25 para R$ 4. O projeto, que busca atrair mais usuários, foi divulgado pela prefeitura na segunda-feira (3) e protocolado na câmara na terça-feira (4).

Em dezembro de 2021, as duas empresas responsáveis pelo serviço pediram reajuste em que a tarifa chegaria em torno de R$ 10. Até o momento, nenhuma se manifestou sobre o projeto do município.

Tarifa do transporte coletivo é de R$ 4,25, em Londrina — Foto: RPC/Reprodução

Tarifa do transporte coletivo é de R$ 4,25, em Londrina — Foto: RPC/Reprodução

Conforme dados levantados pela prefeitura, a tarifa do transporte público deve chegar a R$ 5,45 se não houver o repasse do município para cobrir os custos das duas empresas que prestam o serviço.

De acordo com o município, o valor de R$ 5,45 é menor do que o solicitado pelas empresas, que foi em torno de R$ 10, mas ainda assim, o aumento da tarifa seria acima da inflação.

O projeto de lei oferece argumentos para que o município passe a arcar com os custos das passagens de pessoas beneficiadas com a isenção da tarifa, como idosos e policiais. Atualmente, este custo é repartido entre os demais passageiros.

Conforme o documento, a prefeitura propõe retirar esta despesa do valor da passagem e pagar este custo com recursos de impostos, o que permitira baixar a tarifa para R$ 4.

O projeto também prevê que a prefeitura passe a bancar uma eventual diferença necessária para cobrir o custeio do serviço.

Valor da tarifa do transporte coletivo  — Foto: RPC/Reprodução

Valor da tarifa do transporte coletivo — Foto: RPC/Reprodução

Segundo a prefeitura, são dois os principais pontos apresentados pelo projeto de lei e eles partem de dados levantados pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina(CMTU).

O primeiro ponto leva em conta a redução no número de passageiros do transporte público, principalmente no período da pandemia, quando houve uma queda de 52,18% nos usuários, e que, por consequência, não garantiu a cobertura dos custos do serviço.

Em 2021, inclusive, a prefeitura repassou mais de R$ 20 milhões em impostos para cobrir a diferença.

O segundo ponto é a alta no preço do diesel em 65%, que ocorreu em 2020. O combustível é o insumo que tem o segundo peso na tarifa e que aumentou o custo do transporte na cidade.

De acordo com o executivo, somando todos os itens que impactam no custo e também cálculos apresentados pela CMTU, hoje a tarifa do transporte seria de R$ 5,45.

Esses cálculos, baseados em planilhas entregues pelas empresas de ônibus, não foram apresentados no projeto de lei, que é genérico em vários pontos.

O valor apresentado ficaria acima da inflação do período, já que se calculado o valor pela correção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a nova passagem seria de R$ 5,04.

A intenção do projeto é que com o valor mais baixo do que o atual, mais pessoas voltem a utilizar o transporte coletivo e, dessa forma, a tarifa seja viável.



Fonte: G1


05/01/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
AMOR SEM FIM