NOTÍCIAS


Proposta de R$ 129,6 milhões vence licitação para duplicação de rodovia que é único acesso as Cataratas do Iguaçu | Oeste e Sudoeste


O consórcio formada por Dalba Engenharia Ltda e Comércio Bandeirantes Ltda é o vencedor da licitação para duplicação da Rodovia Cataratas, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

O anúncio foi feito na sexta-feira (10) pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), em publicação no Diário Oficial e também no portal Compras Paraná.

  • Envelopes com propostas para duplicação da BR-469 são abertos; rodovia é único acesso as Cataratas do Iguaçu

Conforme publicação, a empresa teve os documentos de habilitação aprovados e apresentou a proposta de preço mais vantajosa, no valor de R$ 129.663.982,03.

Com a publicação, agora está aberto período de cinco dias onde outras empresas participantes podem entrar com recursos quanto ao resultado.

  • Governo do Paraná abre licitação para obras de duplicação da BR-469, em Foz do Iguaçu

O DER informou que cada argumento, se apresentado, será analisado, podendo acatar o recurso, o que pode alterar a classificação final, ou não acatar o recurso e manter a classificação final.

Após essa fase, a licitação será homologada e publicada em diário oficial. Em seguida, o consórcio deverá apresentar documentação necessária para assinatura de contrato. A ordem de serviço é emitida alguns dias após o contrato, segundo o DER.

O prazo de execução da obra é de 18 meses, segundo o DER.

A licitação da duplicação da Rodovia das Cataratas ocorreu na modalidade de concorrência pública. O vencedor foi definido pela proposta de preço mais vantajosa e pela habilitação da documentação necessária.

A abertura dos envelopes ocorreu depois de três adiamentos somente neste ano. Conforme o DER, a licitação atrasou por mudanças no projeto e também questionamentos feitos pelas empresas interessadas na obra.

Segundo o DER, o projeto é de 2014 e precisou passar por uma revisão. Com as alterações, a obra ficou mais cara. O valor máximo estimado de R$139,4 milhões passou para R$ 186 milhões.

Conforme o departamento, houve ampliação da escopo da obra para incluir o aumento da extensão das vias marginais de 10 km, para 16 km e também de mais um viaduto.

Outra mudança no projeto ocorreu na separação das pistas, que foi trocada de canteiro para barreira rígida de concreto. Além disso, o projeto original previa lâmpadas de vapor de sódio, com a mudança serão luminárias led.

Ainda segundo o DER, as mudanças resultaram em 48% a mais de terraplenagem e pavimentação.



Fonte: G1


13/06/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
CONEXÃO 107