NOTÍCIAS


Quilo da carne moída em Curitiba sobe 35% em um ano, aponta pesquisa; veja aumentos em seis cortes


De janeiro de 2021 a janeiro de 2022, o preço do quilo da carne moída teve variação de 35,03% nos mercados de Curitiba. O aumento consta na base de dados do portal Clique Economia Alimentar, da prefeitura.

Em reais, o valor da carne moída foi da média de R$ 30,66 para R$ 41,40.

O quilo da alcatra com maminha sem osso, alcatra sem osso, picanha, músculo com osso e patinho sem osso também apresentaram aumentos expressivos. confira tabela abaixo.

Em seis cortes analisados, o aumento médio anual foi de 28,88% no quilo das carnes.

De acordo com o zootecnista, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenador do Centro de Informação do Agronegócio (CIA-UFPR), Paulo Rossi Júnior, o aumento da exportação da carne e dos custos de produção foram preponderantes para a variação de preço registrada na capital.

“Ficou acima dos indicadores nacionais, mas ele era esperado por conta do aumento das exportações e aumento do custo de produção. Apesar de que, no meio desse caminho, a gente teve uma parada na exportação pra China em um caso de vaca louca, mas nós vínhamos em um processo de exportações e retomamos ele […] Quanto ao custo de produção, os animais consomem produtos que tem impacto do dólar, de commodities, então aumento da soja, do farelo, do milho, de vacinas. Tudo impactou a produção, por consequência, o preço”.

De acordo com Rossi, outro fator que influenciou nos valores foi a seca que atingiu diversas partes do país, entre elas, o Paraná.

  • Falta de chuvas causa prejuízos em plantações de soja do Paraná

“A seca fez também que tivéssemos redução de oferta de animais para o abate”, detalhou o zootecnista.

De seis tipos de carnes analisadas (veja abaixo) nos mercados de Curitiba, a que teve maior variação em um ano foi a picanha. Do preço médio de R$ 61,77 em janeiro de 2021, o valor foi para R$ 90,67 em janeiro de 2022, um aumento de 46,79%.

A menor variação foi na carne de músculo com osso, que teve 0,78% de aumento.

Confira a distribuição:

Variação de preço de carnes em Curitiba

ProdutoMédia 2021Média 2022Variação
Alcatra com maminha sem ossoR$ 40,86R$ 53,1129,98%
Alcatra sem ossoR$ 42,71R$ 50,7518,82%
Carne moída de 1ªR$ 30,66R$ 41,4035,03%
Musculo com ossoR$ 25,60R$ 25,800,78%
PicanhaR$ 61,77R$ 90,6746,79%
Patinho sem ossoR$ 35,62R$ 43,9923,50%
Gado Nelore — Foto: Divulgação/IRD

Gado Nelore — Foto: Divulgação/IRD

De acordo com o zootecnista, a expectativa do setor para 2022 é que ocorra estabilidade dos preços do arroba do boi, o que significa diminuição de variação nos valores de venda para frigoríficos e, por consequência, menos impacto no bolso do consumidor final.

“Tudo que a gente vai falar de mercado de carnes, a gente vai falar sobre a arroba do boi, que é o que controla. Mas o varejo não responde aos preços na mesma velocidade. Inclusive, recentemente, teve um recuo de preço de quase R$ 30 na arroba, mas o consumidor nem viu isso. Essa á questão […] Se houver estabilidade, não tem porque o varejo continuar aumentando os preços”.

Vídeos mais assistidos do g1 PR:



Fonte: G1


14/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA