NOTÍCIAS


Refém usado como escudo humano relata momento de tensão durante ataque em Guarapuava: 'Tiroteio para tudo quanto é lado'


O ataque aconteceu entre o fim da noite de domingo (17) e começo da madrugada de segunda-feira (18). De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, mais de 30 assaltantes fugiram sem levar dinheiro.

O rapaz, que preferiu não ser identificado, contou que estava voltando do restaurante universitário quando foi abordado por um homem armado.

Ele disse ainda que o assaltante apontou a arma para a cabeça dele e o ordenou que sentasse no chão. Em seguida, ele foi levado para uma esquina, perto da empresa de valores, onde estavam outros dois reféns.

“Falaram que era pra gente ficar tranquilo, que não ia acontecer nada com a gente. O máximo que ia acontecer era uma bala perdida da polícia contra a gente”, disse.

Segundo a vítima, o momento de maior tensão foi quando a polícia chegou ao local. O rapaz contou que o assaltante colocou a arma entre os três reféns e começou a atirar contra os policiais, que não revidaram.

A Polícia Militar (PM) informou que, por segurança, optou por não entrar em confronto armado com os assaltantes dentro do perímetro urbano de Guarapuava. Entretanto, houve troca de tiros na área rural.

Durante a tentativa de assalto, o jovem disse que ouviu muitos disparos de arma de fogo e contou que os homens estavam fortemente armados.

“A todo momento tiroteio para tudo quanto é lado. Muitas cápsulas de bala.”

O rapaz contou que ficou sob o poder dos assaltantes por uma hora. Os reféns só foram liberados após a fuga dos criminosos.

Vídeo mostra cordão humano durante ataque em Guarapuava — Foto: Redes sociais

Vídeo mostra cordão humano durante ataque em Guarapuava — Foto: Redes sociais

Testemunhas disseram que os criminosos colocaram fogo em dois veículos em frente ao batalhão da Polícia Militar para dificultar a ação dos agentes de segurança.

Houve confronto armado e pelo menos dois policiais foram baleados. A prefeitura informou que um morador levou um tiro no braço.

  • Veja quem são os feridos durante ação em empresa de transporte de valores

Após o ataque, os criminosos fugiram para a área rural da cidade. Segundo a PM, os homens estavam com oito veículos, sendo que cinco eram blindados.

Foram apreendidos sete fuzis e duas armas .50, além de capacetes balísticos. A polícia disse que os homens também tinham kits de sobrevivência.

Cerca de 200 policiais montaram um cerco na região de Guarapuava para localizar os assaltantes. Helicópteros auxiliam nas buscas.

16º Batalhão de Guarapuava alvejado em ataque — Foto: Reprodução

16º Batalhão de Guarapuava alvejado em ataque — Foto: Reprodução



Fonte: G1


18/04/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
MANHÃ 107