NOTÍCIAS


Requião defende investir no pequeno agricultor: 'A comida vem da pequena produção diversificada, que está completamente abandonada no Brasil' | Eleições 2022 no Paraná


O candidato ao governo do Paraná Roberto Requião (PT) defendeu nesta terça-feira (13) apoiar a pequena agricultura diversificada que produz os alimentos que vão para a mesa da população.

“O agronegócio é bom porque ele planta dólar, e esses dólares nos ajudam no comércio internacional. Mas a comida vem da pequena produção diversificada, que está completamente abandonada no Brasil”, afirmou em sabatina promovida pela Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná (OAB).

  • Saiba tudo sobre as Eleições 2022 no Paraná
  • Requião (PT) no Meio-Dia Paraná: ‘Vamos colocar câmeras em todos, sim, para defender o povo e para defender a polícia’, afirmou o candidato sobre gravação de ações policiais

Requião afirmou que o agronegócio é “fantástico” no Paraná e destacou a produtividade do setor no estado. Porém, criticou a “produção a qualquer preço” e defendeu a importância da agroecologia.

Na sabatina, o candidato respondeu a cinco perguntas sorteadas na hora. Ele também teve dez minutos – cinco no início e cinco no final – para falar livremente.

Ao longo da sabatina, o candidato fez várias críticas às atuais gestões do governo do Paraná, de Ratinho Junior (PSD), e do presidente da República Jair Bolsonaro (PL). O petista também citou ações realizadas nos três mandatos que exerceu como governador do estado.

Questionado sobre como combater os efeitos da chamada “baixa temporada” no setor do turismo, Requião defendeu a necessidade de investimento em atividades permanentes de indústria e comércio, capazes de manter as pessoas nas cidades mesmo fora de temporada.

O petista afirmou ter maior preocupação com a estrutura básica de emprego, do que com o turismo, que, na sua avaliação, “vai bem”. Para o político, é fundamental que as cidades sobrevivam dos empregos contínuos.

Requião criticou os antigos contratos do pedágio, e propôs a implantação de um modelo público apenas para a manutenção das rodovias. O pedágio de manutenção proposto deve bancar serviços de remoção de carros acidentados, ambulâncias, manutenção da vegetação e da segurança ao longo das rodovias.

A tarifa, segundo o candidato, seria de menos de 10% das cobradas atualmente. O petista afirmou que, futuramente, reavaliará o modelo buscando acabar de vez com a cobrança.

Requião criticou a venda da Copel Telecom (hoje Ligga) e a privatização do setor de telecomunicações.

O candidato afirmou que a informatização é indispensável e defendeu parcerias com universidades para ampliar, tecnicamente, o conhecimento na área.

Na sabatina, Requião foi questionado sobre qual será sua atuação, se eleito, quanto à fila de precatórios.

Precatórios são dívidas do Estado com pessoas físicas, jurídicas, e municípios reconhecidas em decisões judiciais definitivas, ou seja, que não são mais passíveis de recursos e que devem ser pagas pelo governo.

O candidato afirmou que boa parte dos precatórios é “impossível de pagar”. Porém, disse que quando foi prefeito e governador manteve os pagamentos “absolutamente em dia”.

Segurança jurídica para investimentos

Perguntado sobre como atuará para garantir segurança jurídica para atração de investimentos, o candidato criticou a falta de transparência sobre as isenções fiscais concedidas pelo governo estadual a empresas.

O petista defendeu incentivos aos pequenos empresários e que a mediação das isenções seja feita por movimentos sindicais e empresariais.

Candidato Roberto Requião (PT) respondeu a questões da OAB-PR — Foto: Giuliano Gomes/ PR Press

Candidato Roberto Requião (PT) respondeu a questões da OAB-PR — Foto: Giuliano Gomes/ PR Press

Em sua fala final, o candidato ao governo do Paraná defendeu a necessidade de um projeto nacional de desenvolvimento. “O Brasil está sendo transformado em uma fazenda desindustrializada”, disse.

Na sequência, o petista afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato ao Planalto, é a única esperança de voltar o Brasil ao espaço democrático.

“Se você perguntar ou disser que o Lula é um credo, eu vou dizer para você que eu não sou discípulo. Eu contestei muito os programas do PT no Senado da República, é só abrir a internet. […] O Lula vai fazer uma revolução? Não, não vai, mas a gente tem que saber que na política sempre tem um amanhã”, disse.

As sabatinas continuam nesta quarta-feira (41), com os candidatos ao governo do Paraná Vivi Motta (PCB), às 19h, e Professora Ângela (PSOL), na sequência.

Na quinta-feira (15), serão sabatinados Ratinho Junior (PSD), Solange Bueno (PMN), e Joni Correia (DC).

De acordo com a OAB-PR, os candidatos Professor Ivan (PSTU) e Adriano Teixeira (PCO) foram convidados, mas não confirmaram participação.

Leia mais: Candidatos a governador do Paraná apresentam planos de governo; veja propostas

Os vídeos mais assistidos do g1 PR



Fonte: G1


13/09/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA