NOTÍCIAS


Suspeitos de tiroteio por disputa de terra no Paraná se apresentam à polícia e afirmam terem 'reagido a disparos'; quatro pessoas morreram


Segundo a Polícia Civil, a troca de tiros aconteceu por conta de uma disputa de terras no local entre um agricultor e um comerciante da cidade que disputavam uma área de 71 hectares que está em processo de inventário.

O crime aconteceu na terça-feira (15) e foi registrado por pessoas envolvidas na situação. Assista nas imagens acima.

  • Entenda: Veja o que se sabe e o que ainda falta esclarecer sobre tiroteio no Paraná que deixou quatro mortos

De acordo com a Polícia Civil, o agricultor envolvido na disputa, Francisco Bini, e o genro dele foram até a delegacia acompanhados de advogados e falaram que o primeiro a fazer os disparos foi o comerciante Cláudio Silvestre, que morreu no local.

De acordo com o delegado, eles alegaram que os disparos eram para o agricultor, mas que o comerciante errou o alvo e acabou acertando o filho do homem.

“Vendo essa cena seu Francisco confessa que teria realizado a maior parte dos disparos por ver alguém atirando em seu filho. E também o outro investigado [genro] confessou que também teria atirado no Claudio em decorrência dele estar atirando no Rafael [filho do agricultor]”, falou o delegado.
Agricultor aparece em vídeo registrado por envolvidos no tiroteio — Foto: Reprodução/g1

Agricultor aparece em vídeo registrado por envolvidos no tiroteio — Foto: Reprodução/g1

Segundo ele, a Polícia Civil vai fazer uma perícia balística para identificar quem atirou em quem. Ao todo, a Polícia Civil contabilizou 32 disparos.

O agricultor e o genro não foram presos pois, segundo a polícia, não havia mais período para prisão em flagrante. Além disso, os dois vão responder em liberdade pois se apresentaram e não têm antecedentes.

Os advogados do agricultor e do genro não retornaram os contatos, enquanto a defesa do comerciante contestou a versão fornecida por eles em depoimento.

De acordo com a Polícia Civil, outros envolvidos no caso também foram ouvidos. Um deles afirmou que a mulher do comerciante envolvido na disputa, Janaína Silvestre, estava armada e teria atirado contra um funcionário do agricultor.

O homem é uma das quatro vítimas.

Segundo a polícia, a versão bate com os detalhes vistos nos vídeos (assista acima), mas se contradiz com o depoimento apresentado por outro sobrevivente da situação, amigo do comerciante.

No interrogatório, o homem disse à polícia que Janaína não estava armada. Ele chegou a ser preso depois do crime, mas foi solto na quarta-feira (17).

Procurada, a defesa do comerciante e da esposa dele afirmaram que ela não estava armada e que o equipamento teria ficado na caminhonete do casal, sendo depois utilizado pelo amigo da família para se defender.

Suspeitos são ouvidos no caso do confronto em Bom Jesus do Sul

Suspeitos são ouvidos no caso do confronto em Bom Jesus do Sul

A discussão e a troca de tiros foram registradas por pessoas envolvidas na situação.

Em um dos vídeos, é possível ver o momento em que o comerciante Cláudio Silvestre chega de carro até o local e começa a brigar com um homem que está parado na estrada. O homem era funcionário do agricultor que disputa terras com Cláudio.

Dentro do carro do comerciante também está a esposa dele, que grava a cena.

Cláudio Silvestre se aproxima e começa a questionar o homem. “Pode sair tudo aqui, vocês estão proibidos pelo juiz”, ordena para o funcionário e o agricultor.

A discussão continua e o comerciante sai do carro. Depois de algum tempo e troca de acusações, o comerciante questiona se eles estão armados.

No momento em que o agricultor se afasta do carro e se aproxima da estrada, o comerciante começa a atirar.

  • PERNAMBUCO: Menino de 9 anos filho de líder rural foi morto a tiros por encapuzados em área de conflito
  • RELEMBRE: Vídeo mostra correria de indígenas durante disparos na Terra Yanomami
Tiroteio por disputa de terra em Bom Jesus do Sul deixa quatro pessoas mortas

Tiroteio por disputa de terra em Bom Jesus do Sul deixa quatro pessoas mortas

Em outro vídeo, que foi gravado pelo amigo do comerciante e pode ser visto acima, o começo do tiroteio é registrado de um ângulo mais distante.

As imagens divulgadas na quarta-feira (16) mostram o momento em que Cláudio ergue a arma e faz os primeiros disparos. Veja no vídeo acima.

As quatro vítimas do tiroteio foram veladas e enterradas na quinta.

  • Ato relembra 17 anos do assassinato da missionária Dorothy Stang no Pará
  • Estudo de 2021 apontou aumento de conflitos no campo em 2021

De acordo com a polícia, a área de 71 hectares envolvida na discussão está em processo de inventário, e um comerciante e um agricultor da cidade alegam ter comprado a faixa.

As investigações apuraram que o agricultor plantou soja no terreno e cuidava da lavoura. O comerciante ficou sabendo da plantação e resolveu ir até o local para tirar satisfações.

“Ambos se diziam proprietários dessa terra. Era uma causa que já estava sendo analisada pela Justiça”, disse o delegado.
Vídeo mostra momento do confronto — Foto: Polícia Civil

Vídeo mostra momento do confronto — Foto: Polícia Civil



Fonte: G1


18/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
TERRITÓRIO 107