NOTÍCIAS


VÍDEO: Onça-pintada é capturada para monitoramento da espécie no Parque Nacional do Iguaçu


A onça-pintada Indira, uma fêmea com cerca de 4 anos de idade, foi capturada para monitoramento da espécie no Parque Nacional do Iguaçu. Veja vídeo acima.

As imagens foram divulgadas na quinta-feira (10) pelo Projeto Onças do Iguaçu, que trabalha com a conservação da espécie em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

No vídeo é possível ver parte da operação para a captura do animal que é acompanhado desde bebê pelo projeto. (Veja, mais abaixo, outros detalhes sobre a onça).

  • Onça-pintada Indira é flagrada passeando por rodovia do Parque Nacional do Iguaçu; VÍDEO
  • Onça-pintada Indirá foi flagrada pelas câmeras de monitoramento

De acordo com a coordenadora executiva do projeto, Yara Barros, o monitoramento terá duração de um ano.

O animal será monitorado hora a hora por meio de um colar aparelhado com GPS e transmissão por satélite, que foi colocado na onça.

Indira foi capturada para colocação de colar de monitoramento  — Foto: Projeto Onças do Iguaçu

Indira foi capturada para colocação de colar de monitoramento — Foto: Projeto Onças do Iguaçu

Este acompanhamento, segundo a coordenadora, auxilia na preservação da espécie e na conservação das áreas no entorno do parque.

“O tamanho da área que ela vive, como esse animal usa o território, como ele está se deslocando ou não para fora do Parque Nacional. Com isso a gente consegue proteger tanto a Indira, quanto as regiões do entorno. Isso dá dados para o projeto que nos ajuda a aprimorar a estratégia de conservação dessa espécie”.

As informações fornecidas por Indira serão utilizadas para compor estratégias para a conservação de onças em toda Mata Atlântica, segundo o projeto.

Além da colocação do colar, o grupo também avaliou a saúde da onça. Ela pesa cerca de 40 quilos e é muito saudável, segundo o projeto. Após se recuperar do anestésico, o animal retornou à mata.

  • ‘Oscar Verde’: projeto Onças de Iguaçu é finalista de premiação internacional
  • VÍDEO: Onça-pintada inédita no Brasil e na Argentina é flagrada no Parque Nacional do Iguaçu
Monitoraemnto auxilia na conservação da espécie — Foto: Projeto Onças do Iguaçu

Monitoraemnto auxilia na conservação da espécie — Foto: Projeto Onças do Iguaçu

A operação para a captura foi executada, na quarta-feira (9), com organização do Projeto Onças do Iguaçu/Instituto Pró-Carnívoros e o Projeto Yaguareté da Argentina.

Além de contar com a parceria do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (CENAP) do Instituto Chico Mendes de Conservação (ICMBio).

Participaram também veterinários do Refúgio Bela Vista-Itaipu Binacional e do Parque das Aves.

A onça-pintada Indira é monitorada pelo projeto desde 2018, quando ainda era bebê. Em 2020, conforme o projeto, ela atingiu a maturidade sexual e foi registrada com o filhote dela, Aritana.

Em 2021, as duas onças-pintadas atacaram o recinto de flamingos no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu.

Segundo o Projeto Onças do Iguaçu, o carnívoro adulto ensinava o mais jovem a caçar, em um processo natural para este tipo de predador.

  • Onças que mataram flamingos no Parque das Aves eram mãe e filhote aprendendo a caçar, diz pesquisadora
  • Parque das Aves divulga vídeo de casal de filhotes de flamingos que, pelo destino, escapou da aula de caça da onça Indira

Onças no Parque Nacional

O censo realizado pelo Projeto Onças do Iguaçu, estima que, em média, 24 onças-pintadas vivam no lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu.

  • Censo estima que 24 onças-pintadas vivam no lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu

O resultado do censo de 2020 foi divulgado em novembro de 2021. O levantamento é realizado a cada dois anos. Em relação ao censo anterior, houve uma redução da estimativa – que era de 28 animais.

Mas, por ser uma estimativa, os biólogos afirmam que estatisticamente o resultado apresentado é de estabilidade. Em todo o corredor verde do parque, o número de onças é estimado entre 76 e 106, informou o censo.

As onças são identificadas por meio do padrão das manchas, que são únicas em cada animal, como se fosse uma impressão digital.



Fonte: G1


11/03/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA