NOTÍCIAS


Visando exportação, agricultores apostam na produção de feijão rajado no Paraná


Com a oscilação do preço do feijão produzido para consumo interno no Brasil, produtores do Paraná apostam no cultivo de feijões especiais para exportação.

A escolha é uma busca por preços mais estáveis e um aumento na rentabilidade, segundo agricultores.

Maico Araújo, que tem uma propriedade em Candói, nos Campos Gerais do Paraná, cultiva o feijão rajado, uma variedade especial do produto. Segundo ele, o interesse de outros países é um incentivo.

“Feijão rajado é consumido aqui no mercado interno. Ele não tinha muita comercialização, era muito restrito. A partir do momento que está tendo a exportação, a gente consegue acrescentar valores. Isso incentiva o valor da saca a mais e o produtor”, disse Maico.

O tempo de produção do feijão rajado é mais curto, entre 80 e 85 dias, e pode ser encaixado em época pós-milho ou soja.

Apesar de ter um cultivo semelhante às outras variedades, o feijão rajado requer mais cuidados, pois é mais sensível a bactérias e doenças.

Produção de feijão no Paraná — Foto: RPC/Reprodução

Produção de feijão no Paraná — Foto: RPC/Reprodução

O fator climático, porém, afetou o objetivo dos produtores no início de 2022. 40% da produção da primeira safra de feijão no Paraná deve ser perdida, segundo estimativa do setor.

Essa expectativa indica um aumento do preço do produto, o que pode deixar o feijão paranaense menos competitivo para a exportação nos primeiros meses do ano.

Feijão, ervilha, lentilha e grão-de-bico são leguminosas ricas em fibras e proteínas chamadas de "pulses" — Foto: Embrapa/Divulgação

Feijão, ervilha, lentilha e grão-de-bico são leguminosas ricas em fibras e proteínas chamadas de “pulses” — Foto: Embrapa/Divulgação

Feijões especiais, como o vermelho e o rajado, fazem parte de um grupo de alimentos chamado “pulses”.

Esse grupo reúne 12 culturas, entre elas feijões, lentilhas, ervilhas e grãos-de-bico.

Segundo o Instituto Brasileiro do Feijão (Ibrafe), o conjunto tem demanda crescente no exterior e serve de base para a carne vegetal, que é tendência no mundo.

g1 PR: vídeos mais assistidos



Fonte: G1


06/02/2022 – Rota do Sol FM

SEGUE A @ROTADOSOLFM

(45) 3287-1475

rotadosolfm@hotmail.com
Boa Vista da Aparecida – PR
Rua Celmo Miranda, 802 – Alto da Colina

NO AR:
ROTA SERTANEJA